HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

16/07/2024

GASTRONOMIA

Gastronomia italiana, boteco vegano e cafés especiais: descubra os sabores da Rua São Francisco 

Por Isabella Honório

Ah, a rua São Francisco. Localizada no coração de Curitiba, a charmosa ruazinha estreita liga a rua Presidente Faria, logo atrás do Prédio Histórico da UFPR, e o Largo da Ordem. Parada obrigatória para turistas, hoje o cenário mistura construções antigas e comércios de todo o tipo, que mantém a via movimentada durante todos os dias da semana. Entre os brechós, barbearias e até mesmo uma loja de pesca, bares e restaurantes encontram espaço para brilhar.

Do indiscutível PF (prato feito), passando pelas massas, feijoada, burguers, comida de boteco, até os cafés especiais e chocolates artesanais, a São Francisco não esconde sua variedade de sabores e experiências dignas de uma imersão. Pensando nisso, aqui vai um roteiro gastronômico com o melhor que a “Sanfra” tem a oferecer – e para todos os bolsos.

Restaurante São Francisco

Não tem como começar por outro lugar. Servindo os curitibanos desde 1955, o Restaurante São Francisco é o mais tradicional da rua. O negócio é de família: quem comanda a casa é o filho do fundador, Valentim Muiños Vasquez. O ambiente é um túnel do tempo, com tijolinhos à vista, quadrinhos coloridos e retalhos de jornais, iluminados pelas lâmpadas amareladas.

A casa aposta no esquema de “prato do dia”. Os destaques vão para a segunda-feira, com Virado à Paulista (R$39 a porção inteira e R$ 32 meia) e Língua (R$ 37 inteira e R$ 30 meia), terça, com Dobradinha à portuguesa (R$ 39 inteira e R$ 32 meia), e quarta e sábado, dias de Feijoada, nas opções magra (R$ 65 inteira e R$ 55 meia) e gorda (R$ 60 inteira e R$ 50 meia). O restaurante tem ainda opções de carnes, massas e frutos do mar.

O Restaurante São Francisco fica na R. São Francisco, 154 e fica aberto de segunda à sábado, das 11h às 15h. O perfil no Instagram é @saofrancisco1955.

Jokers

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jokers (@jokerspub) 

O Jokers Pub é um dos clássicos da noite curitibana. O casarão vermelho em que está situado abriga um espaço gastronômico, pub, casa de shows, galeria de arte e museu. Dependendo da hora do dia em que se frequenta o espaço, o clima muda completamente. Com uma decoração que remete aos tempos antigos da palhaçaria, é possível conferir um acervo de fotos e fantasias originais no Salão Queirolo. Na programação musical, além da charmosa Jukebox, a casa recebe festivais como o Psycho Carnival, grandes artistas do rock n’ roll, jazz, blues e folk, além dos artistas locais que embalam a hora do jantar.

Na gastronomia, o Jokers vai da cafeteria, almoço, porções para happy hour e jantar. Para o almoço, os destaques são o Filé a Parmegiana (R$ 39,90) e a Parmegiana Grelhada (R$ 36), os Risotos (de R$ 30 a R$ 42) e as Massas (de R$ 25 a R$ 35). Já no cardápio da noite, além dos drinks, coquetéis e whiskies especiais e envelhecidos, o cardápio inclui clássicos regionais como Pinhão com Bacon (R$ 30) e Carne de Onça (R$ 25), além de entradas, sanduíches, burguers e sopas, e várias opções vegetarianas.

O Jokers Pub fica na R. São Francisco, 164, e fica aberto segunda-feira, das 10h às 15h e terça a sábado, a partir das 10h. Confira a programação e o menu completos no Instagram @jokerspub.

Nonna Giovanna 

Comida italiana com um bom custo benefício. Esta é a proposta do restaurante Nonna Giovanna, que se tornou um clássico absoluto, como mostra a fila enorme que se forma na porta todos os fins de semana. A casa, no estilo das cantinas da Itália, é uma boa pedida tanto para almoços em família quanto para a correria do dia-a-dia de quem trabalha pela região.

No cardápio, são opções de massas, carnes e as tradicionais porções de polenta, batata frita, maionese e uma salada, em um estilo simples, mas bem saboroso. O destaque vai para o Nhoque (a partir de R$ 30 para uma pessoa, e R$ 43 para duas) e para o Talharim À Nonna Giovanna, que mescla os molhos bolonhesa e quatro queijos (R$ 37 para uma pessoa e R$ 53 para duas). Para a sobremesa, uma opção única e sem erro: pudim de leite condensado (R$ 10).

O Nonna Giovanna fica na R. São Francisco, 134 e funciona de segunda a sexta das 11h30 às 14:30h e no sábado das 11h30 Às 15h. Confira o Instagram @restaurantenonnagiovanna.

Tijolo

O ambiente aconchegante do restaurante Tijolo abriga uma cozinha no estilo slow food, que realiza seus preparos na contramão do clima caótico dos fast foods. O menu, que o estabelecimento chama de “descomplicado” inclui opções de almoço, jantar, happy hour e confeitaria, que são servidas o dia todo. Com uma pegada gastronômica saudável, todos os preparos, com exceção dos pães e chocolates, são feitos na casa.

A maior parte do cardápio é à base de plantas, ou possui opções de substituição para o público veg. Uma boa pedida para quem busca uma refeição que não estoure o orçamento é o Prato da semana, servido de terça à sexta-feira, das 11h30 às 15h, por R$ 37. No menu, pratos como Nhoque de batata doce roxa ao molho de queijo provolone e pistache e o Risoto funghi com ragu de carne ou de jaca (R$ 68) chamam a atenção. Entre as sobremesas, Torta de caramelo salgado à base de castanhas (R$ 20), Pão de melado (R$ 16) e outras delícias doces.

O Tijolo fica R. São Francisco, 179, nas lojas 2 e 3. O horário de funcionamento é de terça a sexta de 11h30 às 22h, sábado das 12h às 22h e domingo das 12 às 17h. Confira mais informações no Instagram @tijolocwb.

Janaíno Vegan

Com um ambiente moderno e aconchegante, o Janaíno Vegan conquistou a rua São Francisco em pouco tempo. Além da programação musical agitada, com discotecagens e shows de artistas independentes de jazz, samba e rock n’ roll. O bar é uma boa pedida para quem quer curtir a noite no clássico esquema de boteco com a combinação de chope e petiscos. E para aqueles que buscam ainda mais agito, o Janaíno também conta com uma unidade no Largo da Ordem.

Como já diz o nome, todas as opções do cardápio são veganas. O carro chefe da casa é o Pão com bolinho, que vem em três formatos: Janaíno, com um bolinho, alface e tomate (R$ 18); Petit, com um bolinho, cheddar veg, cebola caramelizada e barbecue (R$ 20); e Nelinho, com dois bolinhos e picles (R$ 25). Os bolinhos podem ser de proteína de soja ou grão de bico. Para acompanhar, as porções de Sticks (de lentilha, grão de bico ou proteína de soja); Mandioca cremosa; Batata frita; e Anéis de cebola, custam de R$ 18 a R$ 22. No Janaíno, tudo vem acompanhado de um molho à escolha do cliente – o destaque vai para o de ervas e o de gengibre.

O Janaíno Vegan fica na R. São Francisco, 50. O funcionamento da casa é de quinta à domingo, das 17h à 0h. Confira a programação no Instagram @janaino.vegan.

Royalty Quality Coffee

A Royalty é uma torrefação de cafés de especialidade, que tem como objetivo aproximar os amantes da bebida de sua origem. Os cafés são torrados e provados toda semana, garantindo frescor e qualidade. Com diversos cafés especiais que também podem ser pedidos para entrega em todo país, com sabores que vão de Frutas Vermelhas e Melaço, até Camomila e Chocolate Branco, a marca também conta com uma cafeteria e bar no Sfco 179, um multiespaço de arte e gastronomia na Sanfra.

Para quem busca combinar o friozinho com uma pausa para o café, o cardápio de outono traz opções para todos os gostos. Os clássicos espressos (de R$ 8 a R$ 18) e filtrados (de R$ 9 a R$ 8) se encontram com pedidas diferenciadas, como Cold brew tônica (R$ 16) e Matcha (R$ 18). Entre as bebidas da casa, o destaque vai para o Blooming (cold brew, calda de pêssego, limão galego e água com gás) e o Floresta branca (cold brew, leite, ganache de chocolate branco e morango), por R$ 20. A Royalty também serve coquetéis e cervejas, além de uma seleção de salgados e doces. De segunda à sexta, o refil de coado do dia sai por R$ 16.

O Royalty Quality Coffee fica na R. São Francisco, 179, e funciona de domingo à quarta-feira das 10h às 20h, e de quinta à sábado das 10h à 0h. Confira o Instagram @royalty.cafe).

Utopia Tropical

Em uma portinha do Sfco 179, se esconde a “fábrica de chocolates experimental” Utopia Tropical. Fundada pelo chocolatieur franco-suíço Julian Caron Lys em 2022, a loja é responsável por todos os processos da produção dos seus chocolates, no esquema “bean to bar”, desde escolha dos grãos da floresta amazônica e pequenas fazendas agroflorestais. Com embalagens especiais, a ideia da chocolateira é mesclar chocolate e arte, produzindo barras com sabores exclusivos, ao lado de artistas convidados.

O destaque vai para a barra Rimon Late, com chocolate vegano com castanha de caju e nibs de cacau, em parceria com o artista urbano Rimon Guimarães (R$ 32). Outra boa pedida é o Duo Mariê Balbinot, que combina dois chocolates com pralinê e cumaru (R$ 32). Na loja, é possível fazer uma rodada de degustação, e provar outros sabores como Matcha 38% (R$ 28) e Café (R$ 28).

O Utopia Tropical fica na R. São Francisco, 179, no térreo. A chocolateria fica aberta de quarta a sábado, das 12h às 19h e no domingo das 12h às 18h. Veja o perfil do Instagram @utopia_tropical.

Para mais notícias acesse HojePR.com

(Foto: Tijolo/ Divulgação)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *