HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

12/07/2024

95% dos aposentados desconhecem senha do aplicativo Meu INSS

Mais de 9 a cada dez aposentados e pensionistas desconhecem suas informações previdenciárias e apenas 5% deles sabem a senha para ter acesso ao aplicativo Meu INSS. Essa falta de informação interfere tanto no planejamento da aposentadoria quanto permite que eventuais empréstimos consignados ou outros descontos ocorram diretamente em folha sem o conhecimento do beneficiário, reduzindo os seus rendimentos.

Esses dados foram retirados dos sistemas da Assessoria Previdenciária do Brasil (APB), uma consultoria previdenciária que completou 4 anos de mercado e atende em todos os 27 estados brasileiros. Sua atuação em consultoria previdenciária envolve as áreas como como concessão de aposentadorias, pensão por morte, auxílios temporários, planejamento de aposentadoria e isenção de Imposto de Renda.

Em seu portfólio, a empresa já somou mais de 2,5 mil clientes atendidos em todo o país tanto para segurados do Regime Geral de Previdência Social (RGPS/INSS) e do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS).
“Contamos com uma equipe especialista com assessores previdenciários dedicados, com a possibilidade de atendimento online. Possuímos abrangência nacional e realizamos atendimentos com segurança em todo o país, temos compromisso com a proteção dos nossos clientes”, afirma Pietro Cecatto, Diretor Geral da Assessoria Previdenciária do Brasil (APB).

Mais segurança para a aposentadoria

Uma das principais orientações da APB está relacionada a proporcionar segurança e tranquilidade aos seus clientes na área previdenciária, incluindo o uso inteligente e eficiente das novas tecnologias. Entre elas, encontra-se o aplicativo Meu INSS, que conta com mais de 90 serviços disponíveis a aposentados e pensionistas. Se por um lado, essas aplicações trazem facilidades; de outro, elas aumentam os riscos e são de difícil compreensão para os menos familiarizados com a tecnologia.

“O mais comum é que as pessoas desconheçam até a sua senha de acesso, o que impede que tenham informações sobre suas contribuições previdenciárias, no caso de quem está buscando se aposentar, ou identificar descontos provenientes de empréstimos consignados, entre outros dados que estão disponíveis no aplicativo”, explica Pietro.

Na rotina da consultoria previdenciária, a principal missão é a de garantir assistência em todo o processo de aposentadoria, mas também assegurar que o próprio beneficiário saiba como checar as informações referentes às aposentadorias ou aos benefícios. Os serviços incluem auxílio para garantir a aposentadoria quanto um Planejamento de Aposentadoria Personalizado. Este último foca em análises das contribuições e de projeções de rendas futuras e apresentação de cenários para ajustes conforme as necessidades do cliente.
Os serviços da APB são voltados também a quem já obteve a aposentadoria. “Também fazemos uma revisão de aposentadoria, na qual é feita a verificação do recebimento dos benefícios em busca de reajustes necessários para otimizar os rendimentos e aumentar a qualidade de vida”, esclarece. “O melhor caminho é ter a assessoria de pessoas especializadas para receber a orientação devida em relação à previdência e a seus benefícios”, reforça Cecatto.

Atualmente, o sistema previdenciário brasileiro é considerado um dos principais programas sociais do planeta. São 39,3 milhões de beneficiários mensais, considerando também os pensionistas. Estima-se que este grupo injete mais de R$ 70 bilhões na economia a cada mês. Conforme o Sistema Único de Informações de Benefício (Suibe), em janeiro de 2024, o país somava pouco mais de 23 milhões de aposentados, sendo 11,2 milhões de homens e 11,8 milhões de mulheres.

Para mais informações sobre a consultoria previdenciária, acesse o perfil oficial da APB no Instagram (@apb.prev) ou ligue para (41) 99108-2123.

Leia outras notícias no HojePR.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *