HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

14/07/2024

PROGRAME-SE

Centro Cultural Teatro Guaíra lança campanha comemorativa dos 140 anos

O Centro Cultural Teatro Guaíra lança nesta semana uma campanha comemorativa aos seus 140 anos, dando início às celebrações de um dos mais importantes complexos culturais da América Latina. O lançamento de um logotipo é uma das ações que abre uma série de atividades e eventos que estão sendo programados até o final do ano. Nas próximas semanas, conteúdos nas redes sociais do Teatro Guaíra trarão também curiosidades, fatos marcantes, detalhes de bastidores e histórias sobre o espaço.

Fundado em 1884, o Teatro Guaíra é um dos ícones da cultura paranaense. Além dos 140 anos do Centro Cultural, em 2024, também são comemorados os 70 anos da inauguração do Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha) e os 50 anos do Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto (Guairão), o maior e principal auditório do complexo.

Além dos espaços dos auditórios para eventos e espetáculos, o Teatro Guaíra é também um local de intensa e pujante produção artística. O centro abriga quatro corpos artísticos: o Balé Teatro Guaíra, com 55 anos de história; a Orquestra Sinfônica do Paraná, que completou 39 anos de atividades; a Escola de Dança Teatro Guaíra, fundada em 1956, sendo o corpo artístico mais antigo; e o G2 Companhia de Dança, fundada em 1999 e composta por ex-bailarinos do Balé Teatro Guaíra.

“Sempre bom lembrar que esse é um grande complexo de produção, que está sempre em movimento”, enfatizou o diretor artístico Áldice Lopes.

História

O início do Teatro Guaíra remonta ao século 19, quando a Assembleia Provincial doou à Sociedade Teatral Beneficente União Curitibana um terreno para a construção do Theatro São Theodoro, inaugurado em 28 de setembro de 1884. Durante dez anos, foi o centro da vida cultural de Curitiba até a Revolução Federalista em 1894, quando o teatro foi transformado em prisão.

O espaço cultural renasceu em 1900, como Theatro Guayrá. O edifício original foi demolido em 1939 e, somente nos anos 1950, na gestão do então governador Bento Munhoz da Rocha Netto, foi iniciada a construção de um novo teatro para a Capital. A construção da nova edificação teve início em 1952, em um período de expansão econômica do Estado, e o projeto de autoria de Rubens Meister é considerado um marco do modernismo paranaense.

O Auditório Salvador de Ferrante foi inaugurado em 1954, seguido pelo Guairão em 1974, após um incêndio em 1970, e o Miniauditório Glauco Flores de Sá Brito em 1975.

Para mais notícias acesse HojePR.com

(Foto: José Fernando Ogura/ Arquivo AEN)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *