HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

19/07/2024

frente fria sergio viralobos

Momix Alice

alice

Recentemente, assisti aqui a uma grande apresentação de dança da companhia de Débora Colker, interpretando a Sagração da Primavera. Agora teremos a chance de assistir outra companhia de dança no auge da forma artística: a americana MOMIX, que abrirá sua excursão ao Brasil com um espetáculo no Teatro Guaira, no próximo dia 13 de junho. O Momix já esteve várias vezes em Curitiba, sempre com sucesso de público e crítica, com obras como “Viva Momix” apresentada no Teatro Positivo, no ano passado.

Desta vez, o Momix traz “Alice”, descrita assim no site da empresa: viaje pela toca do coelho no estilo MOMIX com a mais nova criação de Moses Pendleton, ALICE, inspirada em Alice no País das Maravilhas. À medida que o corpo de Alice cresce, encolhe e cresce novamente, os dançarinos de Pendleton se estendem por meio de adereços, cordas e outros dançarinos.

“Não pretendo recontar toda a história de Alice”, diz ele, “mas usá-la como ponto de partida para a invenção. Estou curioso para ver o que vai surgir e fico cada vez mais curioso à medida que aprendo sobre Lewis Carroll, que, como eu, era um fotógrafo dedicado.”

A história de Alice é cheia de imagens e lógica absurda – antes do surrealismo existia Alice. Alice é um convite para inventar, para deixar a imaginação correr e brincar lá fora.

Pendleton continua: “Você pode ver porque acho que Alice é uma escolha natural para a MOMIX e uma oportunidade para ampliarmos nosso alcance. Quero levar este espetáculo a lugares onde nunca estivemos antes em termos de fusão de dança, iluminação, música, figurinos e imagens projetadas.” Tal como acontece com toda produção MOMIX, você nunca sabe exatamente o que vai conseguir. O público será levado a uma jornada mágica, misteriosa, divertida, excêntrica e muito mais. Assim como Alice cai na toca do coelho e experimenta todo tipo de transformação, você também acontecerá. Veja o fantástico thriler de “Alice” aqui.

O coreógrafo Moses Pendletonuma fundou em 1981 a companhia de dança com sede em Washington, Connecticut. A companhia leva o nome de um solo, “Momix”, que Pendleton criou para os Jogos Olímpicos de Inverno de 1980 em Lake Placid. Um desdobramento da companhia de dança Pilobolus , co-fundada por Pendleton em 1971, MOMIX, além da dança, mescla técnicas circenses e desenhos de luzes, criando uma atmosfera surrealista atrelada ao corpo humano. É composta por bailarinos, acrobatas e ilusionistas de vanguarda, que utilizam luz, sombra, cenários, acessórios e bom humor nas suas apresentações.

A empresa já fez várias turnês internacionais, atuando nos cinco continentes. MOMIX fez cinco programas de televisão italianos da RAI transmitidos para 55 países (incluindo a URSS e a China) e atuou na Antena II na França. MOMIX também foi destaque na série “Dance in America” da PBS e na televisão canadense com Charles Dutoit e a Orquestra Sinfônica de Montreal no filme Rhombus Media de “Pictures at an Exhibition” de Mussorgsky, vencedor de um Emmy Internacional de Melhor Especial de Artes Cênicas.

Em 1992, Pendleton criou “Bat Habits”, desenvolvido com o apoio do Conselho Cultural de Scottsdale (Arizona) e da Universidade de Washington para comemorar a inauguração do novo parque de treinamento de primavera do San Francisco Giants em Scottsdale, Arizona. Este trabalho foi o precursor de “Beisebol”, criado por Pendleton em 1994.

MOMIX é apresentado em um dos primeiros filmes IMAX em 3-D, “IMAGINE”, que estreou na Taejon Expo 93 e foi posteriormente lançado nos cinemas IMAX em todo o mundo. No filme “FX II”, sob a direção de Moses Pendleton, os dançarinos MOMIX Cynthia Quinn e Karl Baumann estrelam o papel de “Bluey”. Em 2004, “White Widow”, co-coreografada por Pendleton e Cynthia Quinn, foi apresentada no filme de Robert Altman, “The Company”. A empresa também participou da “Homenagem a Picasso” em Paris e foi selecionada para representar os Estados Unidos no Centro Cultural Europeu de Delphi.

A MOMIX criou programas especiais para lançamentos de produtos, bem como comerciais de televisão nacionais para grandes corporações. Os clientes incluem Mercedes Benz, Fiat, BMW, Kohler, Hanes, Target Stores, Walmart e MAC Cosmetics.

Produções

• PAIXÃO (1990)
• BEISEBOL (1994)
• OPUS CACTO (2001)
• MAR LUNAR (2004)
• BOTÂNICA (2009)
• ALQUIMIA (2013)
• VIVA MOMIX (2015)
• ALICE (2019)

No seu site, a empresa assim se define: MOMIX: 40 anos de inovação sem fim.

Conhecida internacionalmente por apresentar trabalhos de excepcional inventividade e beleza física, a MOMIX é uma companhia de dançarinos-ilusionistas sob a direção de Moses Pendleton. Além de atuações em palco por todo o mundo, MOMIX trabalhou no cinema e na televisão, aparecendo recentemente num anúncio para roupa interior da Hanes e numa propaganda da Target que estreou durante a transmissão da 67ª cerimônia anual dos Globos de Ouro. Com apresentações na série “Dance in America” da PBS americana, na Antenne II da França e na televisão italiana RAI, o repertório da empresa foi transmitido para 55 países. Juntando-se à Sinfônica de Montreal no filme Rhombus Media de Pictures at an Exhibition de Mussorgsky , vencedor de um Emmy Internacional de Melhor Especial de Artes Cênicas, a performance da companhia foi distribuída em disco laser pela Decca Records. MOMIX também foi apresentado em IMAGINE , um dos primeiros filmes 3-D IMAX a ser lançado nos cinemas IMAX em todo o mundo. Os dançarinos MOMIX Cynthia Quinn e Karl Baumann, sob a direção de Moses Pendleton, interpretaram o papel de “Bluey” no longa-metragem FX2 ; e White Widow , co-coreografado por Moses Pendleton e Cynthia Quinn, foi apresentado no filme de Robert Altman, The Company . Participando na Homage a Picasso em Paris, a MOMIX também foi selecionada para representar os EUA no Centro Cultural Europeu em Delphi.

Serviço

Apresentação: 13 de junho de 2024 (quarta), às 21h
Local: auditório Bento Munhoz da Rocha neto (Guairão)
Tempo de duração do espetáculo: 2h
Classificação: livre
INGRESSOS: [Lugares numerados]
Preço Único – R$ 240,00 (duzentos e quarenta reais)
Promocional – R$ 39,60 (limitados a 20% da lotação do auditório)

Leia outras colunas Frente Fria aqui.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *