HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

24/07/2024

AGRONEGÓCIO

Cooperativa da agricultura familiar da região de Maringá recebe investimentos

O apoio do governo estadual está fomentando a produção da agricultura familiar em municípios do Noroeste. Alguns empreendimentos que estão se desenvolvendo com projetos e recursos oferecidos pelo Sistema Estadual de Agricultura foram visitados nesta quinta-feira (11) pela primeira-dama do Paraná, Luciana Saito Massa, e pelo secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. As visitas tiveram a coordenação do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná).

 

Em Marialva, a comitiva participou da inauguração de um novo espaço na sede da cooperativa Comafrut, viabilizado com recursos do Programa de Apoio ao Cooperativismo da Agricultura Familiar do Paraná (Coopera Paraná), e conheceu um projeto de turismo pedagógico na propriedade da família Tamura, que produz morangos e uvas. A propriedade faz parte do Caminho das Uvas de Marialva. A produção da fruta na cidade tem Indicação Geográfica. A história de Marialva com as uvas começou na década de 1960, com os descendentes japoneses da região.

 

A primeira-dama destacou a relevância de projetos com essa natureza, que possibilitam inclusive que crianças tenham mais contato com o campo e aprendam as práticas agrícolas em visitas guiadas nas propriedades. “Isso é muito importante para o nosso Estado. Marialva é um município que tem a produção de uva como força e desenvolve projetos em parceria com o Governo para crescer”, ressaltou Luciana. A comitiva também visitou a produção do café Bela Esperança, em Mandaguari.

 

Os recursos do Coopera Paraná destinados à Comafrut somam aproximadamente R$ 780 mil, e possibilitaram a aquisição de equipamentos para a agroindústria, além de veículo com baú refrigerado e usina fotovoltaica e impressora. “Parabéns aos produtores e técnicos pela visão de trabalhar em torno de um objetivo maior, que é chegar ao mercado com qualidade e preço competitivo”, disse Ortigara.

 

Segundo o secretário, há possibilidade de, em breve, ser lançado edital para nova edição do programa Coopera Paraná. Ele também mencionou o Programa de Revitalização da Viticultura Paranaense (Revitis), que tem como eixos o incentivo à produção de uvas, reorganização da comercialização, desenvolvimento do turismo e apoio à agroindústria. “São mecanismos que estamos aperfeiçoando para possibilitar mais investimentos e agregar valor à agricultura familiar dessa cultura”, acentuou.

 

O presidente da Comafrut, Nelson Ricieri, agradeceu o apoio do governo estadual e falou sobre novos planos para a cooperativa, entre eles abrir uma loja para vender produtos da agricultura familiar, como sucos e vinhos. “A uva de Marialva já tem Indicação Geográfica, o que valoriza o nosso produto e estamos buscando novas variedades”, salientou.

 

Pesquisa e extensão

Além das ações de extensão rural que viabilizam soluções para as propriedades, o trabalho do IDR-Paraná para fomentar a fruticultura envolve pesquisas, técnicas de manejo e produção de cultivares.

 

“Temos três estações de pesquisa na área da fruticultura. Esses espaços foram criados para melhorar a vida do produtor rural”, afirmou o presidente do instituto, Natalino Avance de Souza.

 

Segundo ele, a contratação de novos servidores para o IDR-Paraná, por meio do concurso que já foi autorizado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, é mais um reforço para a fruticultura e para a olericultura, atendendo em especial a agricultura familiar.

 

Leia outras notícias no HojePR.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *