HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

27/01/2023

MÚSICA

Sem Categoria

Liniker, Ludmilla, Rosalía e Jorge Drexler vencem o Grammy Latino; confira lista

 Liniker, Ludmilla, Rosalía e Jorge Drexler vencem o Grammy Latino; confira lista

Os melhores da música na América Latina foram conhecidos na noite da quinta-feira (17) durante a premiação do Grammy Latino 2022, em Las Vegas. Anitta, Luis Fonsi, Thalía e Laura Pausini comandaram a apresentação da festa A grande premiada da noite, na categoria Álbum do Ano, foi a espanhola Rosalía, com o disco Motomami.

A premiação também reservou espaço para nomes brasileiros, como Liniker, que se tornou a primeira mulher trans a vencer uma categoria no Grammy Latino, e Ludmilla, que levou a estatueta para casa com seu sucesso Numanice #2. A edição deste ano ainda prestou ainda homenagem para as cantoras Gal Costa e Rita Lee.

Outras duas das principais categorias da noite, Canção do Ano e Gravação do Ano, foram conquistadas pelos cantores Jorge Drexler e C. Tangana, com a música Tocarte, cuja letra fala sobre os beijos e abraços que foram interrompidos na pandemia.

Em Gravação do Ano, Anitta era uma das indicadas com Envolver. Na edição do Grammy ano passado, quem levou para casa esse troféu foi o consagrado artista brasileiro Caetano Veloso e seu filho Tom Veloso, com a canção Talvez.

A noite ainda foi embalada por inúmeras apresentações, entre elas a performance de Anitta. A cantora brasileira brilhou no palco do Grammy Latino ao som do hit Envolver, que lhe rendeu a indicação à Gravação do Ano e Melhor Interpretação de Reggaeton.

Ainda na apresentação, a artista não deixou de fora o baile funk e fez todo mundo dançar em um medley com seus principais sucessos. No último dia 15, a cantora, que constrói a carreira internacional, foi indicada ao Grammy 2023, como Artista Revelação.

A cerimônia principal começou às 22 horas, mas os primeiros prêmios foram anunciados ainda à tarde, na pré-cerimônia, quando foram conhecidos os vencedores das categorias de música brasileira. Liniker ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira, com Indigo Borboleta Anil. Com isso, a cantora se tornou a primeira mulher trans a vencer uma categoria na premiação.

Ludmilla também conquistou seu primeiro Grammy Latino, na categoria Melhor Álbum de Samba/Pagode, com o disco Numanice #2. “Muito feliz. Meu primeiro Grammy, com um álbum de pagode, uma coisa completamente diferente do que eu fazia. Estou radiante aqui em cima. Muito feliz em representar o meu país aqui. Hoje é só festa”, comemorou a cantora, em entrevista à imprensa.

Ela também apresentou uma categoria – a de Melhor álbum de música urbana.

O Grammy Latino 2022 ainda fez uma homenagem póstuma à cantora Gal Costa, que morreu no início deste mês, aos 77 anos. Sob apresentação de Anitta e Thalía, imagens da cantora foram exibidas no telão da cerimônia, ao som de músicas que marcaram a carreira da grande artista brasileira, como Chuva de Prata e Divino Maravilhoso.

“Há poucos dias nos deixou uma figura icônica. Divertida, única e infinitamente talentosa. Você vai fazer muita falta e esse show é para você. Vamos te homenagear com mais músicas. Gal, nunca vamos te esquecer”, disse Anitta, que ainda relembrou o Prêmio pelo Conjunto da Obra, que Gal Costa recebeu no Grammy Latino de 2011.

Outra artista brasileira homenageada foi ninguém menos que Rita Lee, um símbolo do cenário musical. Aos 74 anos, a cantora recebeu o prêmio Lifetime Achievement, que homenageia e enaltece artistas que fizeram contribuições notáveis para a indústria da música. O evento de entrega foi restrito e ocorreu na quarta-feira, 16, precedendo a cerimônia de premiação. Giulia Be foi convidada pela Academia Latina da Gravação para apresentar o prêmio.

Ainda na lista de brasileiros premiados, também teve vencedor na categoria Melhor Obra/Composição Clássica Contemporânea. O músico Sergio Assad levou o prêmio pela música Anido’s Portrait: I. Chacarera, que está no álbum Legado, que também venceu como Melhor Álbum de Música Clássica.

O cantor e compositor Alceu Valença levou o prêmio na categoria Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa, com o álbum Senhora Estrada. Já na categoria Melhor Álbum Instrumental, o prêmio veio para outro brasileiro, o músico Hamilton De Holanda, que levou para casa o Grammy Latino com o disco Maxixe Samba Groove.

Na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa, Marisa Monte levou a estatueta, ao lado do uruguaio Jorge Drexler, com a música Vento Sardo. Outro premiado foi Erasmo Carlos, que venceu Melhor Rock de Língua Portuguesa ou Álbum Alternativo, com O Futuro Pertence À … Jovem Guarda.

Em Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa, a grande vencedora foi a banda Bala Desejo, com Sim Sim Sim. O grupo musical, que se formou no ano passado, concorreu com nomes conhecidos do grande público, como Gilsons (Pra Gente Acordar), Jão (Pirata), Marina Sena (De Primeira) e Luísa Sonza (Doce 22)

Já em Melhor Álbum de Música Sertaneja, a vitória ficou para a já consagrada dupla Chitãozinho & Xororó, com o álbum Chitãozinho & Xororó Legado. Nessa categoria, uma das apostas era o disco Patroas 35%, uma parceria das irmãs Maiara & Maraísa com a cantora Marília Mendonça, que morreu no ano passado em um acidente de avião e cujo legado segue vivo no cenário musical.

Lista dos vencedores nas principais categorias da 23ª edição do Grammy Latino

Álbum do Ano

Aguilera – Christina Aguilera

Pa’lla voy – Marc Anthony

Un verano sin ti – Bad Bunny

Deja – Bomba Estéreo

Tinta y tiempo – Jorge Drexler

Ya no somos los mismos – Elsa & Elmar

Viajante – Fonseca

Motomami – Rosalía (Vencedor)

Sanz – Alejandro Sanz

Dharma – Sebastián Yatra

Gravação do Ano

Pa mis muchachas – Christina Aguilera, Becky G, Nicki Nicole e Nathy Peluso

Castillos de arena – Pablo Alborán

Envolver – Anitta

Pa’lla voy – Marc Anthony

Ojitos lindos – Bad Bunny & Bomba Estéreo

Pegao – Camilo

Tocarte – Jorge Drexler & C. Tangana (Vencedor)

Provenza – Karol G

Vale la pena – Juan Luis Guerra

La fama – Rosalía feat. The Weeknd

Te felicito – Shakira & Rauw Alejandro

Baloncito viejo – Carlos Vives & Camilo

Canção do Ano

A veces bien y a veces mal – Pedro Capó, Ignacio Cibrián, Ricky Martin, Pablo Preciado, Julio Ramírez, Mauricio Rengifo e Andrés Torres

Agua – Rauw Alejandro, Emmanuel Anene, David Alberto Macías, Nile Rodgers, Juan Salinas, Oscar Salinas e Daddy Yankee

Algo es mejor – Mon Laferte

Baloncito viejo – Camilo, Jorge Luis Chacín, Andrés Leal, Martín Velilla e Carlos Vives

Besos en la frente – Fonseca e Julio Reyes Copello

Encontrarme – Carla Morrison, Juan Alejandro Jiménez Pérez e Mario Demián Jiménez Pérez

Hentai – Larry Gold, Noah Goldstein, Chad Hugo, David Rodríguez, Rosalía, Jacob Sherman, Michael Uzowuru, Pilar Vila Tobella, Dylan Wiggins e Pharrell Williams

Índigo – Édgar Barrera e Camilo

Pa mis muchachas – Christina Aguilera, Jorge Luis Chacín, Kat Dahlia, Becky G, Yoel Henríquez, Yasmil Marrufo, Nicki Nicole e Nathy Peluso

Provenza – Kevyn Mauricio Cruz Moreno, Carolina Giraldo Navarro e Ovy On The Drums

Tacones rojos – Juan Jo, Manuel Lara, Manuel Lorente, Pablo e Sebastián Yatra,

Tocarte – Jorge Drexler, Pablo Drexler, Víctor Martínez e C. Tangana (Vencedor)

Artista Revelação

Angela Alvarez (Vencedor empate)

Sofía Campos

Cande y Paulo

Clarissa

Silvana Estrada (Vencedor empate)

Pol Granch

Nabález

Tiare

Vale

Yahritza y Su Esencia

Nicole Zignago

Melhor Álbum de Samba/Pagode

Bons Ventos – Nego Alvaro

Mistura Homogênea – Martinho da Vila

Desengaiola – Alfredo Del-Penho, João Cavalcanti

Numanice #2 – Ludmilla (Vencedor)

Céu Lilás – Péricles

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira

Pomares – Chico Chico

Síntese do Lance – João Donato e Jards Macalé

Indigo Borboleta Anil/ Liniker (Vencedor)

Nu Com a Minha Música – Ney Matogrosso

Portas – Marisa Monte

Meu Coco – Caetano Veloso

Melhor Álbum de Música Sertaneja

Chitãozinho & Xororó Legado – Chitãozinho & Xororó (Vencedor)

Agropoc – Gabeu

Expectativa X Realidade – Matheus & Kauan

Patroas 35% – Marília Mendonça, Maiara & Maraísa

Natural – Lauana Prado

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa

Afrocanto das Nações – Mateus Aleluia

Na Estrada – Ao Vivo – Banda Pau E Corda Featuring Quinteto Violado

Remelexo Bom – Luiz Caldas

Belo Chico – Targino Gondim, Nilton Freittas, Roberto Malvezzi

Senhora das Folhas – Áurea Martins

Oríki – ara Rennó

Senhora Estrada – Alceu Valença (Vencedor)

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa

Sim Sim Sim – Bala Desejo (Vencedor)

Pra Gente Acordar – Gilsons

Pirata – Jão

De Primeira – Marina Sena

Doce 22 – Luísa Sonza

Melhor Rock de Língua Portuguesa ou Álbum Alternativo

Qvvjfa? – Baco Exu Do Blues

O Futuro Pertence À … Jovem Guarda – Erasmo Carlos (Vencedor)

Sobre Viver – Criolo

Memórias (De Onde Eu Nunca Fui) – Lagum

Delta Estácio Blues – Juçara Marçal

Melhor Canção em Língua Portuguesa

Baby 95 – Liniker, Mahmundi, Tássia Reis & Tulipa Ruiz

Idiota – Jão, Pedro Tófani & Zebu

Me Corte na Boca do Céu a Morte não Pede – Criolo & Tropkillaz, songwriters (Criolo Featuring Milton Nascimento)

Perdão – Criolo & Tropkillaz

Meu Coco – Caetano Veloso

Por Supuesto – Marina Sena/ Luri Rio Branco & Marina

Vento Sardo – Jorge Drexler & Marisa Monte (Vencedor)

Melhor Álbum Instrumental

Back To 4 – C4 Trío

Gerry Weil Sinfónico – Gerry Weil & Orquesta Sinfónica Simón Bolívar

Ofrenda – Grupo Raíces De Venezuela

Maxixe Samba Groove – Hamilton De Holanda (Vencedor)

Ella – Daniela Padrón & Glenda Del E

Melhor Performance de Reggaeton

Desesperados – Rauw Alejandro & Chencho Corleone

Envolver – Anitta

Yonaguni – Bad Bunny

Nicky Jam: BZRP Music Sessions, Vol. 41 – Bizarrap & Nicky Jam

Lo siento BB:/ – Tainy, Bad Bunny e Julieta Venegas (Vencedor)

Melhor Obra/Composição Clássica Contemporânea

Retrato de Anido: I. Chacarera – Sergio Assad, compositor (Berta Rojas) (Vencedor)

Adágio para cordas, amor de mãe – Juan Arboleda

Aurora – Jimmy López Bellido, compositor (Orquestra Sinfônica Houston com Andrés Orozco-Estrada (Regente) e Leticia Moreno (Solista)

Canauê, Para Orquestra – Dimitri Cervo

Quatro Haikus – Eddie Mora, compositor (Orquestra Sinfônica De Heredia com participação de José Arturo Chacón)

Melhor Álbum Clássico

Legado – Berta Rojas; Sebastián Henríquez, produtor do álbum (Vencedor)

Brujos – Orquestra Sinfónica De Heredia; Eddie Mora, maestro; Carlos Chaves & Eddie Mora, produtores

El Ruido Del Agua – Eddie Mora; Carlos Chaves & Eddie Mora, produtores

Erika Ribeiro – Ígor Stravinsky, Sofia Gubaidúlina e Hermeto Pascoal – Erika Ribeiro; Sylvio Fraga e Bernardo Ramos, produtores

Villa-Lobos: Sonatas completas para violino – Emmanuele Baldini, Pablo Rossi e Heitor Villa-Lobos; Adam Abeshouse, produtor

Melhor Canção Pop

Baloncito viejo – Camilo, Jorge Luis Chacín, Andrés Leal, Martín Velilla e Carlos Vives

Besos en la frente – Julio Reyes Copello e Fonseca

Índigo – Édgar Barrera e Camilo

La guerrilla de la concordia – Jorge Drexler (Vencedor empate)

Tacones rojos – Pablo María Rousselon De Croisoeuil, Manuel Lara, Manuel Lorente, Juan Josep Monserrat Riutort e Sebastián Yatra (Vencedor empate)

Melhor Fusão/Interpretação Urbana

Pa mis muchachas – Christina Aguilera, Nicki Nicole, Becky G e Nathy Peluso

Santo – Christina Aguilera & Ozuna

Volví – Aventura, Bad Bunny

Tití me preguntó – Bad Bunny (Vencedor)

This Is Not America – Residente & Ibeyi

Melhor Interpretação de Reggaeton

Desesperados – Rauw Alejandro & Chencho Corleone

Envolver – Anitta

Yonaguni – Bad Bunny

Nicky Jam: BZRP Music Sessions, Vol. 41 – Bizarrap & Nicky Jam

Lo siento BB:/ – Tainy, Bad Bunny e Julieta Venegas (Vencedor)

Melhor Álbum de Música Urbana

Respira – Akapellah

Trap Cake Vol. 2 – Rauw Alejandro

Los favoritos 2.5 – Arcángel

Un verano sin ti – Bad Bunny (Vencedor)

Animal – María Becerra

Melhor Canção Urbana

Desesperados – Rauw Alejandro, José M. Collazo, Chencho Corleone, Jorge Cedeño Echevarría, Luis Jonuel González, Eric Pérez Rovira, Jorge E. Pizarro Ruiz e Nino Karlo Segarra

Lo siento BB:/ – Bad Bunny, Tainy e Julieta Venegas

MAMIII – Luis Miguel Gómez Castaño, Becky G, Karol G, Ovy On The Drums, Justin Quiles, Elena Rose e Daniel Uribe

Ojos rojos – Samantha M. Cámara, Nicky Jam, Vicente Jiménez, Dallas James Koehlke, Manuel Larrad e Juan Diego Medina Vélez

Tití me preguntó – Bad Bunny (Vencedor)

Melhor Álbum de Música Alternativa

The Sacred Leaf – Afro-Andean Funk

Kick II – Arca

Deja – Bomba Estéreo

El disko – Ca7riel

Motomami – Rosalía (Vencedor)

Melhor Álbum Pop Vocal

Ya No Somos Los Mismos – Elsa Y Elmar

Amor Que Merecemos – Kany García

Clichés – Jesse & Joy

El Renacimiento – Carla Morrison

Dharma – Sebastian Yatra (Vencedor)

Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional

Aguilera/ Christina Aguilera (Vencedor)

Viajante/ Fonseca

Filarmónico 20 Años/ Marta Gómez

La Vida/ Kurt

Frecuencia/ Sin Bandera

Melhor Álbum de Rock

Mojigata – Marilina Bertoldi

Unas Vacaciones Raras – Él Mató A Un Policía Motorizado (Vencedor)

Cada Vez Cadáver – Fito Y Fitipaldis

1021 – La Gusana Ciega”Rpdf” – Wiplash

Melhor Canção de Rock

Día Mil – Eruca Sativa

Esperando Una Señal – Bunbury

Finisterre – Vetusta Morla

Lo Mejor De Nuestras Vidas – Fito Paez (Vencedor)

No Olvidamos – Molotov

Que Se Mejoren – Wos

Melhor Álbum Pop/Rock

Trinchera – Babasónicos

Monstruos – Bruses

La Dirección – Conociendo Rusia

Los Años Salvajes – Fito Paez (Vencedor)

Cable A Tierra – Vetusta Morla

Melhor Canção Pop/Rock

Arrancarmelo – Wos

Babel – Carlos Vives & Fito Páez (Vencedor)

Bye Bye – Babasónicos

Disfraz – Conociendo Rusia

Qué Voy A Hacer Conmigo??? – Elsa Y Elmar Y Bruses

Para mais notícias acesse HojePR.com

(Foto: Getty Images)

estadão conteúdo

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *