HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

30/01/2023



Paraná

A que ponto chegamos! Em cima da hora, DER sugere que usuários do ferry boat utilizem rota alternativa

 A que ponto chegamos! Em cima da hora, DER sugere que usuários do ferry boat utilizem rota alternativa

O desrespeito aos paranaenses parece não ter limites para o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER). Não bastasse os transtornos verificados durante toda a temporada de verão, quando os veranistas foram obrigados a conviver com longas filas, tempo de espera acima do limite e atracadouro afundado, agora o órgão pede para que, ao invés de utilizar o ferry boat, o usuário opte por rotas alternativas para chegar a Guaratuba.

 

O desleixo com a população é tão grande que o DER não teve sequer o cuidado de emitir esse “alerta” em tempo hábil. A Agência Estadual de Notícias divulgou release às 17h54 desta sexta-feira (25), início de feriado de Carnaval, quando os usuários já estavam, provavelmente, nas estradas dirigindo-se ao Litoral.

 

O estranho pedido se deve, segundo o DER, “à situação atual da travessia por ferry boat no município”. Ainda segundo a matéria do governo, “o serviço de travessia por ferry-boat, realizado por concessão pública e fiscalizado pelo DER/PR, passa por um momento de transição, sendo operado pela empresa Internacional Marítima desde o dia 10 de fevereiro, por meio de contratação emergencial”.

 

Essa contratação emergencial foi comemorada pelo o diretor-geral do DER, Fernando Furiatti. Segundo ele, a empresa teria condições de operar o serviço. “Buscamos o histórico da empresa e ela tem, sim, capacidade de fazer a travessia”, disse ele.

 

A empresa, que veio da Bahia, até agora não fez nenhuma melhoria nem no serviço nem na estrutura. Ou seja, está tudo como antes. Continuam as longas filas, a demora na espera e nenhuma obra de recuperação dos atracadouros foi iniciada. Virem-se os paranaenses que quiserem chegar a Guaratuba. Só lhes resta utilizar a rodovia BR-376 até o município catarinense de Garuva, e de lá seguir pela PR-412 até chegar à cidade.

 

Leia também: O Paraná tem o ferry boat que merece?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *