HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65
Siga no WhatsApp

29/05/2024

Alvaro Dias vive um dilema que ele mesmo criou

Ipespe

Se tem uma pessoa que não pode reclamar das trapalhadas do ex-juiz Sérgio Moro, pré-candidato a Presidência, é o senador Alvaro Dias (Pode). Foi Dias que trouxe Moro ao Podemos e é ele quem tem carregado Moro nos ombros, tentando viabilizar a terceira via, contra a polarização entre Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Mas agora, Alvaro vive um dilema. Faltando pouco para finalizar a janela partidária, o Podemos continua sem palanque no Paraná. Simbolicamente, não ter palanque no estado de origem de Moro e Dias demonstra a falta de articulação do Podemos. Isso não reflete só no Paraná, mas para todo o Brasil.

 

Dias vai ter que se decidir. Ou se lança ao Senado (numa eleição mais segura, mas também incerta) ou vai ao governo, sabendo que é para se sacrificar e fortalecer a campanha de Moro. Independente da decisão, Dias sai perdendo.

 

A solução para o Podemos passa por fechar uma aliança com o governador Ratinho Junior, algo um tanto improvável, ou ter outro nome para lançar o Governo do Paraná. Em política, 15 dias são 15 anos. E muita coisa pode acontecer. Mas cada vez mais Alvaro Dias tem menos tempo para viabilizar sua campanha a reeleição ao Senado e também fazer voar a campanha de Sergio Moro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

z