HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

08/02/2023



política

Alvaro Dias vive um dilema que ele mesmo criou

 Alvaro Dias vive um dilema que ele mesmo criou

Se tem uma pessoa que não pode reclamar das trapalhadas do ex-juiz Sérgio Moro, pré-candidato a Presidência, é o senador Alvaro Dias (Pode). Foi Dias que trouxe Moro ao Podemos e é ele quem tem carregado Moro nos ombros, tentando viabilizar a terceira via, contra a polarização entre Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Mas agora, Alvaro vive um dilema. Faltando pouco para finalizar a janela partidária, o Podemos continua sem palanque no Paraná. Simbolicamente, não ter palanque no estado de origem de Moro e Dias demonstra a falta de articulação do Podemos. Isso não reflete só no Paraná, mas para todo o Brasil.

 

Dias vai ter que se decidir. Ou se lança ao Senado (numa eleição mais segura, mas também incerta) ou vai ao governo, sabendo que é para se sacrificar e fortalecer a campanha de Moro. Independente da decisão, Dias sai perdendo.

 

A solução para o Podemos passa por fechar uma aliança com o governador Ratinho Junior, algo um tanto improvável, ou ter outro nome para lançar o Governo do Paraná. Em política, 15 dias são 15 anos. E muita coisa pode acontecer. Mas cada vez mais Alvaro Dias tem menos tempo para viabilizar sua campanha a reeleição ao Senado e também fazer voar a campanha de Sergio Moro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *