HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

07/02/2023



Sem Categoria

Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore entrega roteiro mais maduro da franquia

 Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore entrega roteiro mais maduro da franquia

Repleto de magia, o longa-metragem nos apresenta mais sobre o passado de Dumbledore e traz um novo Grindelwald

 

Um prato cheio para os fãs de Harry Potter. O terceiro filme da franquia, Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore tem tudo que um fã de carteirinha pode apreciar. Mais magia, mais sobre o universo de Harry Potter e mais sobre Dumbledore. Ao que tudo indica, ainda teremos mais dois filmes para encerrar a história de “Animais Fantásticos”. No entanto, a aceitação do terceiro longa não está das melhores, com 85% de aprovação no Rotten Tomatoes e bilheteria que ainda não bateu as expectativas.

 

Seja como for, Os Segredos de Dumbledore entrega um roteiro mais consolidado, com menos furos e mais maduro que os filmes anteriores. É possível perceber que, na verdade, a junção dos filmes anteriores foi na verdade um “preparo de terreno” para chegarmos ao terceiro. Sem momentos de tédio e monotonia, o filme tem qualidade ímpar em relação à atuação, efeitos especiais, escolha de enquadramentos, movimentação de câmera e direção de arte.

 

Dirigido por David Yates e roteirizado por J.K. Rowling e Steve Kloves, uma coisa é certa: J.K. pode ter a habilidade de construir histórias e deixá-las maravilhosamente bem no papel, nos livros, mas quando pensamos na adaptação para as telas, existem alguns pontos que poderiam ser melhores, mesmo sob o respaldo de Steve Kloves roteirista dos longas de Harry Potter. Nos diálogos, por exemplo, algumas piadas e falas sentimentais surgem com o propósito apenas de agradar o espectador, e não de enriquecer o conteúdo que estamos vendo e agregar o roteiro como um todo.

 

Com metáfora clara para a ascensão do nazifascismo europeu, Mads Mikkelsen, o novo ator que interpreta Grindelwald, chega cheio de carisma e impecável, como em todos os materiais que participou. O storytelling do vilão já veio sendo construído nos filmes anteriores e garante mais complexidade em Os Segredos de Grindelwald, ainda mais sob a atuação de Mikkelsen. Quanto aos seus comparsas do crime já não podemos falar o mesmo. Falta uma construção mais madura e plausível nesse quesito!

 

Um mix de novos cenários com a velha conhecida Hogwarts. Até a trilha sonora de Harry Potter presenciamos e nos leva diretamente ao caldeirão da nostalgia. Ressalto: é fã de Harry Potter? Vai adorar esses momentos. Um ponto fundamental para tornar o longa-metragem bom, como já comentei, é o elenco. Aqui vale destacarmos a atuação de Jude Law como Dumbledore, o ator consegue expressar cada nuance do bom velhinho que já conhecemos. Uma atuação que realmente nos faz acreditar que se tratava de Dumbledore. Mas aqui podemos afirmar que o personagem que traz leveza, humor, carisma e encantamento é, sem dúvidas, o interpretado por Dan Fogler, como Jacob que ganha ainda mais protagonismo no filme deixando o Newt Scamander de Eddie Redmayne com menos holofote na obra.

 

Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore, com duração de 2h23 minutos, acontece sem ter momentos de “barrigada”. Sem ficar chato e monótono. Ainda que o longa tenha sido impactado pelos acontecimentos e polêmicas que cercam a franquia, sem sombras de dúvidas os potterheads vão se deleitar sob o universo da magia criado por J.K. e rememorar as saudades da saga original. Mas digo mais, não é preciso ser fã de carteirinha de Harry Potter para gostar da franquia de Animais Fantásticos, mas é preciso assistir os dois longas anteriores para chegar aqui em Os Segredos de Dumbledore. O filme faz jus a sua função, ainda que não seja extraordinário. Mas sim, é o Animais Fantásticos mais consolidado até o momento e vale a pena conferir.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *