HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

19/04/2024

ARTE

Sem Categoria

Arthur Nísio

 Arthur Nísio

As contribuições de Arthur Nísio ao mundo das artes visuais do Paraná são inestimáveis. A escolha de Liliana Cabral para esta semana celebra sua jornada artística, que se entrelaça com momentos relevantes da história paranaense.

 

Arthur José Nísio, nascido em Curitiba, Paraná, em 15 de maio de 1906, e falecido na mesma cidade em 1974, é um nome emblemático no panorama das artes brasileiro, particularmente reconhecido por seu vínculo profundo com o Paraná. Sua obra é um reflexo fiel da interação entre a vida artística e o contexto regional e tem uma simbiose tão estreita que se torna difícil discernir onde termina o influenciador e começa o influenciado.

 

Suas raízes familiares se entrelaçam com a história do Paraná. Seus avós, imigrantes italianos e alemães, chegaram ao Brasil para trabalhar na construção da estrada de ferro Curitiba-Paranaguá, um marco no desenvolvimento do estado. Essa herança multicultural e o retorno da família a Curitiba, após uma breve estada em Porto Alegre, marcaram o início da jornada de Nísio nas artes.

 

Desde jovem, Nísio demonstrou habilidade excepcional para o desenho, o que lhe garantiu uma bolsa de estudos no Instituto de Belas Artes de Porto Alegre. Sua formação incluiu passagens pelos ateliês de Lange de Morretes e João Turin, onde aprimorou suas técnicas em pintura, desenho, gravura e escultura. Buscando aprofundamento artístico, Nísio partiu para a Alemanha, onde estudou na Academia de Belas Artes de Munique sob a tutela de Max Bergmann. Foi nesse período que desenvolveu sua marcante habilidade na pintura animalista, tornando-se um dos nomes mais prestigiados neste gênero. Suas experiências na Europa, entretanto, foram marcadas pelo advento da Segunda Guerra Mundial, período em que enfrentou dificuldades, mas também vivenciou momentos de intensa produtividade e reconhecimento.

 

Ao retornar ao Brasil em 1946, após a guerra, Nísio encontrou em Curitiba o terreno fértil para o reinício de sua carreira. Sua obra, já consolidada, refletia não apenas a técnica apurada, mas uma expressão artística profundamente conectada à terra paranaense. Participou ativamente da fundação da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, onde também lecionou, contribuindo significativamente para o desenvolvimento das artes no estado.

 

Nísio deixou um legado de premiações e exposições, tanto em vida quanto póstumas, que celebram sua contribuição para a arte brasileira. Sua obra foi reconhecida em diversos salões paranaenses, onde recebeu inúmeros prêmios, incluindo medalhas de ouro e prêmios de viagem, destacando-se como um dos principais artistas de sua geração no Paraná.

 

A obra de Arthur Nísio, pautada pela sinceridade e energia com que retrata a vida e as paisagens paranaenses, permanece como um testemunho eloquente de seu talento e sua paixão pela terra natal. Seu estilo, caracterizado pela inconfundível pincelada e pela excepcional habilidade na escolha das cores, confere a Nísio um lugar de destaque na história da arte brasileira. Seu legado, perpetuado através de suas obras e de sua influência como professor e mentor, continua a inspirar novas gerações de artistas no Brasil.

 

Veja outros artistas aqui.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *