HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

07/02/2023



Capital

CMC discute criar Código de Defesa do Consumidor

 CMC discute criar Código de Defesa do Consumidor

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC), desde dezembro de 2021, discute a criação de um complemento local à norma federal do Código de Defesa do Consumidor. A iniciativa é do vereador Denian Couto (Pode) e cria um Código Municipal de Defesa do Consumidor, com quase 200 itens, distribuídos em 19 artigos. A proposta lista 25 práticas abusivas, 45 cláusulas contratuais abusivas e 55 infrações que poderiam ser punidas com multa, suspensão das atividades ou interdição total, por exemplo.

 

“O objetivo é complementar a legislação de defesa dos direitos do consumidor, regulando situações que se mostram relevantes de acordo com a realidade atual do Município, o que não afasta a aplicação da legislação federal”, diz Couto, na justificativa. “O Brasil possui uma das mais avançadas legislações de defesa dos direitos do consumidor.  Entretanto, o Brasil é um país de porte continental, com nuances e regionalismos que podem não ser albergados em legislações de abrangência nacional”, completou.

 

Na lista de condutas nocivas e infrações estão, por exemplo, exigir dois laudos para troca de produto defeituoso; cortar o serviço essencial na véspera de final de semana e feriados; recusar o cartão de crédito como forma de pagamento à vista; impor limite de internamento inferior ao determinado pelo médico; estabelecer cobrança de juros capitalizável mensalmente; estipular presunção de conhecimento por parte do consumidor de fatos novos não previstos em contrato; enviar produto sem solicitação prévia; e dificultar a devolução de valores pagos em caso de desistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *