HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

29/01/2023



Sem Categoria

Cinema curitibano: confira três filmes excelentes de produção local

 Cinema curitibano: confira três filmes excelentes de produção local

Filmes feitos aqui na capital paranaense desbancam o cenário de cinema nacional, conquistando prêmios e garantindo seu espaço

A Mesma Parte de um Homem

Dirigido por Ana Johann que também contribuiu com a criação do roteiro junto com Alana Rodrigues, A Mesma Parte de um Homem (foto acima) traz temas como solidão, conservadorismo e relações de gênero. O filme mostra ao espectador no primeiro momento uma relação hierárquica de gênero dentro do ambiente familiar. Em uma casa vivem o marido (Otávio Linhares), a mulher (Clarissa Kiste) e a filha (Laís Cristina), e se trata de uma família do interior, onde o sustento vem da caça e da colheita. A figura do pai é facilmente vista como um “brutamonte”. Existem muitas cenas iniciais onde vemos um desconforto no ar, e falta de segurança às mulheres da casa. Diante de tudo isso, chegamos a um ponto de virada quando acontece o desaparecimento do pai e a chegada de um estranho.

 

Um filme impecável na fotografia, uso de luzes, enquadramentos e planos para passar a mensagem desejada! Está disponível no cinema de rua de Curitiba, Cine Passeio e em cinemas pelo país.

 

Deserto Particular

Um verdadeiro convite à sensibilização. Deserto Particular é um drama romântico de Aly Muritiba (Jesus Kid e Ferrugem) que representou o Brasil na disputa por uma vaga – não conquistada – no Oscar de filme estrangeiro em 2022. No longa metragem acompanhamos um policial de Curitiba, interpretado por Antonio Saboia, suspenso de seu posto por ter vivido um episódio de violência com um funcionário pelo qual era responsável. A partir disso, passa a trocar mensagens com uma mulher da Bahia. O ponto de virada vem quando ela deixa de responder as tais mensagens. Nesse momento o policial decide cruzar o país para conhecê-la pessoalmente e descobrir se algo aconteceu. Aqui digo que falar mais do que isso, poderia ser facilmente um spoiler.

 

É um filme que traz a ideia do masculino e feminino, o conservador e o progressista, e pontos de extremismo que nos levam a reflexão. Sem dúvidas, é uma obra que surpreende, um roteiro que gera empatia, e uma direção repleta de sensibilidade.

 

Estômago

Filme de 2007, Estômago é dirigido por Marcos Jorge e, sem dúvidas, um dos meus filmes nacionais preferidos. Raimundo Nonato (interpretado por João Miguel), nosso protagonista, é um cozinheiro de mão cheia que veio da região Nordeste. Sem dinheiro e faminta, é nas cozinhas de um boteco, de um restaurante italiano e de uma prisão que acontece sua intrigante história. Com prêmios garantidos em 2008, Estômago tem tudo que um roteiro precisa para prender a atenção do espectador: reviravoltas, humor, suspense e gera empatia com o protagonista. E ainda, de quebra, tem um plot twist surpreendente.

 

É isso. Faltou algum filme local que deixei passar nessa lista? Temos excelentes produções feitas aqui e vale lembrar que é sempre muito importante darmos visibilidade ao cinema nacional, e claro, ao cinema do nosso estado e cidade. O cinema é um espaço importante para analisar a história de um povo e compreender as críticas presentes em determinados períodos. Ele forma a identidade do brasileiro além de ser uma vitrine de representatividade. Ou seja, nosso apoio é fundamental! Espero que tenham gostado da lista. Bons filmes!

1 Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *