HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

22/02/2024



Sem Categoria

Hora da folia

 Hora da folia

O Carnaval está aí. Ou vamos para a folia ou para o descanso. Não existe meio termo. Tem folia de Carnaval, escola de samba, blocos, trios elétricos, tem a folia do rock’n’roll, e tem o retiro, o ócio, a leitura, as séries da TV. Qualquer uma destas alternativas combina com um bom drink.

 

Todo mundo sabe que se a sua opção for correr atrás de um trio elétrico ou de um bloco, não vai dar para sair por aí carregando uma taça de vinho ou de espumante. É impraticável e chega a ser ridículo pensar na cena. Mas se você gosta mesmo de vinho ou de um espumante, hoje existem diversas opções em latas. Latinha de alumínio não serve apenas para cerveja e refrigerante, hoje em dia ela é também lugar para o vinho. Anos atrás o mercado viu essa possibilidade e passou a investir neste tipo de produto e tem dado resultado, principalmente para o público mais jovem, que está começando no mundo do vinho.

 

O produtor brasileiro Lovin investiu pesado nessa linha e tem uma série de produtos para nos oferecer. São seis tipos de vinho em lata. Você pode comprar um pack com uma latinha de cada tipo e fazer uma degustação, daí você escolhe o que você mais gostou e investe nele. Esse pack com 6 latinhas dá um pouco mais que duas garrafas de vinho, o que é bastante quantidade, você não vai passar vontade, principalmente se estiver geladinho, na temperatura certa.

 

Espumante Dry White…ótima opção

 

As seis variedades da Lovin são: Rosé Wine, White Wine, Rosé Dry, White Dry, Red Wine e Brut White. O único monocasta é o Red Wine que é 100% Merlot e possui 11.5% de teor alcoólico. É bem menos que um Merlot tradicional, mas lembre é um vinho em lata, fácil de beber, e feito para festejar. O Brut White é um mix de Chardonnay e Riesling. White Dry é Moscato com Malvasia. Rosé Dry é Syrah com Merlot. E o Rosé Wine é uma mistura de Moscato Branco, Moscato Giallo e Moscato de Hamburgo. Não faça cara feia para o vinho em lata, não seja preconceituoso, todos os vinhos são fáceis de beber, sem compromisso, entregam aquilo que se propõem.

 

Lata do rosé…bem gostoso

 

Agora se você é da turma do ócio, da leitura e das séries de TV, a minha sugestão de um vinho BBB (bom, bonito e barato) é o vinho branco chileno Tarapacá Reserva. Vamos continuar com os brancos porque o verão e o calor não foram embora. Experimentei este vinho em um restaurante de São Paulo para acompanhar um prato de bacalhau na brasa. Havia vários vinhos no cardápio, mas os preços eram impraticáveis e esse me pareceu um bom custo benefício e resolvi arriscar. Acertei na mosca. O vinho é ótimo. O preço de prateleira de mercado ou site é ainda melhor. O vinho está acima da média para a faixa. É muito equilibrado, aromático, combinou muito bem com o bacalhau. Tem uma cor amarilho palha, dependendo da luz e da taça conforme você vai mexendo aparecem tons esverdeados e dourados. No aroma você vai encontrar frutas silvestres, pera, mas para mim o abacaxi foi o que mais senti. Na boca ele é persistente e com taninos macios. Valeu arriscar.

 

Dicas da semana

1 – vinho branco Taparacá. Safra 2023. 100% Sauvignon Blanc. 12.5% de teor alcoólico. Nos sites especializados por R$ 65,00;

2 – vinhos em lata da Lovin. Pack com seis latinhas de diferentes tipos de vinho. Teor alcoólico variando entre 9,5% a 11.5%. No site da Lovin por R$ 130,00.

 

Leia outras colunas do Alexandre Teixeira aqui.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *