HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65
Siga no WhatsApp

23/06/2024

ANA CLAUDIA WIECHETECK

Parcerias estratégicas para os pequenos negócios

Há um ditado que diz que “se você quiser ir rápido, vá sozinho. Mas se quiser ir mais longe, vá com um parceiro.” Este ditado se aplica facilmente ao mundo empresarial. Não é raro vermos parcerias em grandes marcas com o objetivo de atingir públicos diferentes. E então, se funciona na nossa vida pessoal, funciona com as grandes marcas, porque não funcionaria com o pequeno empreendedor?

Os pequenos empreendedores que querem se manter relevantes enfrentam diversos desafios em áreas diferentes. Buscar parcerias estratégicas pode abrir portas para novas oportunidades, aumentar o alcance do negócio e criar recursos valiosos que sem elas seria muito mais difícil. Contar com a experiência e força de outras empresas pode ser muito válido em uma etapa de aprendizagem ou de expansão.

As parcerias estratégicas são parcerias comercias que envolvem a colaboração entre duas ou mais empresas, que podem ou não ser do mesmo segmento, mas não concorrentes e que juntas podem otimizar o seu resultado final. As empresas devem garantir esta parceria pelo prazo determinado e prezar pela sinergia das atividades e recursos de cada uma. Para os pequenos negócios, isso pode significar acesso a novos mercados, compartilhamento de conhecimentos, aumento da sua carteira de clientes, compra de insumos com preços mais competitivos e até maior capacidade de inovação.

O primeiro passo para estabelecer uma parceria estratégica de sucesso é identificar no seu negócio quais são as suas necessidades e quais são os seus pontos fortes que possam ser oferecidos como contra partida, para a partir daí buscar seus potenciais parceiros. Também é importante que estas empresas compartilhem de valores e princípios similares e cuja missão complemente a sua. Tão importante quanto à capacidade profissional da empresa parceira é avaliar também a sua reputação positiva e se possui histórico de parcerias bem sucedidas.

Definidos quem são os parceiros, deve-se definir quais são os objetivos e papeis de cada um, para alinhar as expectativas de todos os envolvidos. Ter esses objetivos claramente definidos ajuda a garantir que todos saibam os seus papeis e possam realizar o seu trabalho com direcionamento claro. Os parceiros também podem ser fornecedores de insumos e matérias primas, embalagens, treinamento, serviços de entregas, empresas de tecnologia e automação, comunicação e propaganda, entre outras.

Como em qualquer processo empresarial, as parcerias também demandam monitoramento e avaliações contínuas para acompanhar o progresso em relação aos objetivos estabelecidos. Isso envolve a análise de indicadores de desempenho, vendas, a revisão das práticas operacionais e a realização de ajustes conforme necessário. O feedback regular entre os parceiros garante que a parceria permaneça mutuamente benéfica e que haja procedimentos claros no caso de necessidade de quaisquer correções e ajustes.

Estas parcerias devem ser benéficas para todos os envolvidos, inclusive para os clientes, que devem perceber algo de atrativo no seu consumo: desde maior opções de produtos a sua disposição, facilidade de acesso para adquirir um produto ou serviço, maior qualidade na entrega ou até um preço mais competitivo do que se comprasse os produtos separadamente. As parcerias para os pequenos negócios podem ajudar a criar produtos e serviços que atendam melhor às necessidades dos seus clientes. A combinação de diferentes perspectivas e experiências pode gerar ideias criativas e soluções mais eficazes que impulsionam o crescimento e até criam novos momentos de consumo.

Hoje é mais fácil compreender o quanto as parcerias são importantes para as empresas de todos os portes. Porém, é preciso cautela, como sempre. Ao identificar os parceiros certos, definir objetivos claros e comunicar-se abertamente as pequenas empresas podem desbloquear novos níveis de sucesso. Essas colaborações não só aumentam a capacidade de inovação e diminuem os riscos, mas também criam uma base sólida para um crescimento sustentável a longo prazo. Portanto, investir tempo e esforço na construção de parcerias estratégicas é uma das melhores decisões que um pequeno empresário pode tomar. Você, pequeno empreendedor, pegue a coragem que não lhe falta e busque parcerias para a sua empresa. Prepare-se para novas oportunidades, agenda cheia e crescimento maior e mais rápido.

Leia outras colunas da Ana Claudia aqui.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *