HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

19/04/2024



Sem Categoria

Redes Sociais ou as Relações Reais, o que é mais importante hoje?

 Redes Sociais ou as Relações Reais, o que é mais importante hoje?

No mundo da era digital, onde a tecnologia permeia tudo em nossas vidas, surge um dilema: até que ponto a evolução tecnológica contribui para a conexão humana? Num mundo hiperconectado, questionar como as interações digitais moldam nosso comportamento e influenciam nossas relações é extremamente relevante. Quem nunca se sentiu solitário dentro de casa, ao lado de familiares que mal trocam olhares devido ao hábito excessivo do celular? Ou então, quem já sentiu-se tão próximo de uma pessoa que está há quilômetros de distância, só por estar vinculada pela rede social?

 

O avanço das redes sociais trouxe uma rede complexa de interações, mas paradoxalmente, muitas vezes nos distanciam da essência humana. O constante fluxo de notificações, a busca por validação online e o culto à imagem perfeita criam um cenário onde a autenticidade é muitas vezes renunciada. As relações, antes baseadas em encontros ao vivo, agora frequentemente são filtradas através de telas, perdendo gestos e particularidades que compõem a comunicação humana. O isolamento digital também pode ser um reflexo do nosso desejo inato de conexão. Plataformas de mídia social tornaram-se um campo de expressão, empoderando vozes antes silenciadas. Comunidades virtuais florescem, unindo pessoas com interesses comuns, proporcionando uma sensação de pertencimento que transcende as barreiras geográficas. No entanto, a linha tênue entre conexão e desconexão se torna evidente quando observamos o impacto nas relações interpessoais. As interações digitais, por vezes, criam uma ilusão de proximidade, enquanto, na realidade, afastam-nos da riqueza das experiências reais. Nosso novo desafio é equilibrar a conveniência da tecnologia com a necessidade fundamental de relacionamentos genuínos. Neste contexto, o autor Cal Newport, do livro “Digital Minimalism: Choosing a Focused Life in a Noisy World”, em seu best-seller, oferece uma perspectiva única promovendo o minimalismo digital como uma resposta ao que vivemos. Newport destaca os minimalistas digitais como exemplos de indivíduos que conseguem manter uma conexão mais autêntica com a vida, sem serem escravizados pela tecnologia. No livro, ele compartilha estratégias práticas, incluindo um processo de “organização digital” de trinta dias, que visa ajudar as pessoas a recuperar o controle sobre suas vidas tecnológicas. Ao adotar práticas de minimalismo digital, é possível encontrar um equilíbrio entre a vida online e offline.

 

Sendo assim, diante do cenário que vivemos atualmente, emerge a necessidade de pensar em uma abordagem mais consciente. É essencial preservar a autenticidade nas interações, reconhecendo que, por mais avançada que seja a tecnologia, a verdadeira conexão humana é insubstituível. A busca por um equilíbrio entre o virtual e o real é fundamental para garantir que, continuemos evoluindo como seres humanos e em meio à revolução digital, não percamos a essência de nossa humanidade. Podemos moldar um futuro onde a tecnologia enriquece, em vez de substituir, as verdadeiras conexões humanas.

 

Leia outras colunas da Hag Schultz aqui.

1 Comment

  • Boa tarde!!

    Essa Coluna passa a ser a minha favorita 😃.

    Faz um bom tempo que eu não gosto mais de postar onde estou , onde vou , e os lugares onde tem natureza que sempre estou , eu procuro aproveitar bastante a natureza ali , ouvir o som dos pássaros, o vento batendo nas folhas das árvores, o som até dos meus pés andando eu procuro sentir e ouvir, ouvir e sentir minha respiração, quando estou ao ar livre! 🌿🍀🍃
    Faz um tempo que não caminho na beira da praia , por escolha mesmo , por que se eu quiser ir eu vou , tenho família que mora na praia aqui no Sul , eu espero as festas de fim de ano passar e então eu vou .😌🍁🍂🌿
    Quando estou na praia gosto de ir bem cedo , no pôr do sol, gosto de sentar nas pedras ou na areia e ficar escutando o som das ondas o cheiro do mar , essas coisas!!

    Eu troco qualquer coisa digital por essas coisas.🌿🍃🍂🍁🍂🍃🍁🌿
    Não gosto de estar ao ar livre fazendo exercícios escutando músicas , a minha música preferida nesses momentos são o som da natureza mesmo !!

    Hoje em dia está bem difícil as pessoas olharem nos olhos , sentar e conversar se interessar de ouvir a história de vida da pessoa olhando nos olhos dela , abraçar , tocar as mãos , hoje em dia se eu fizer isso a pessoa olha pra mim e acha estranho.
    Outra coisa é quando estamos numa trilha por exemplo e se eu quiser falar com as árvores ou abraçar uma árvore ? Que mal tem nisso? Tem pessoas que acha isso estranho .

    Eu na verdade acho estranho quem prefere um celular do que ter uma boa conversa, uma conversa com calma, com uma fala pausada , onde um fala e outro escuta, o outro espera a pessoa terminar de falar sabe . Isso me encanta de verdade eu amo pessoas assim.

    Se bem que as vezes eu falo demais, quando estou perto de alguém que gostei muito e fico empolgada, mais a maioria das vezes eu escuto bastante ❤️😌 rsrs

    Eu não sou muito de celular.
    Eu não sigo quase ninguém nas redes sociais e não aceito também, pois por que? Se eu não tenho muito contato com ela ?
    E também eu não trabalho com rede social, então ainda mais não necessito.

    Mais quando uma pessoa me agrada pela sua essência de ser na rede social. Eu realmente me encanto mais isso é bem difícil de acontecer rsrsrsrs…
    Na verdade eu acredito que acaba existindo alguma conexão além dessa rede.

    Mais assim, eu não fico mantendo conversa se eu não conhecer e ver a pessoa pelo menos uma vez pessoalmente e falar com ela pessoalmente. Eu acho perigoso até manter contato pela rede social com alguém que vc nunca viu.

    Amei a coluna.
    Por mais pessoas que queiram olhar nos olhos enquanto conversam.
    Por mais pessoas que se interessam pela história de vida das outras.
    Por mais pessoas que valorizem quem é real de verdade.
    Por mais pessoas que tirem tempo de conversar pessoalmente e estar ali de verdade na presença mesmo .

    Ai eu amei essa coluna de verdade 😌🌿🍃🌿

    🌿🍃🍀🍃🌿🍀🍃🌿🍀🍃🍀🌿🌿🍃🍂🍁🍂

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *