HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

08/02/2023



Paraná

Como vai funcionar a Cidade do Idoso em Irati

 Como vai funcionar a Cidade do Idoso em Irati

O Governo do Estado vai construir em Irati, no Sudeste do Paraná, um complexo exclusivo para atendimento de idosos.
O projeto reunirá em um mesmo ambiente atividades físicas, atenção à saúde, cozinha comunitária, aulas de informática, dança, música, além de integração social e cultural. Será possível passar o dia no local de forma gratuita. A capacidade é para até 500 pessoas.
O convênio prevê investimento de R$ 3,3 milhões do Governo do Estado, via Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, com contrapartida municipal de R$ 4 milhões. O prazo de duração da obra é de 12 meses.
A Cidade do Idoso vai funcionar na área atualmente ocupada pelo Centro de Tradições Willy Lars, um espaço com aproximadamente 2,5 alqueires. Será integrado ao Centro de Eventos do município, já em construção, que terá capacidade para 3 mil pessoas e recebeu investimentos de R$ 4 milhões do Governo do Estado.
A estrutura ficará disponível para as cidades vizinhas que formam a Associação dos Municípios Centro do Sul do Paraná (Amcespar). Integram o consórcio, além de Irati, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Inácio Martins, Imbituva, Mallet, Prudentópolis, Rebouças, Rio Azul e Teixeira Soares.
Atividades – Os usuários do complexo poderão contar com uma área construída de 328,70 metros quadrados em que serão ofertados os serviços de medicina, enfermagem, nutrição, serviço social, fisioterapia, terapia ocupacional e voluntariado. Além de propor atividades ao ar livre, recreativas, passeios, alfabetização, piscina para hidroginástica e calendário de comemorações festivas, a Cidade do Idoso vai dispor de biblioteca, sala de música, salão de jogos, campo de bocha, academia, jardim e capela para celebrações ecumênicas.
Ratinho Junior lembrou que a cidade receberá ainda outro programa estadual dedicado a esse público – o Condomínio do Idoso, já em funcionamento em Foz do Iguaçu, Prudentópolis e Jaguariaíva, e em construção em Irati.
O projeto, iniciado em janeiro do ano passado pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), prevê a construção de 40 casas, com investimento de R$ 3.,t milhões. A unidade disponibilizará aos moradores horta comunitária com estrutura de concreto e floreiras, academia ao ar livre, quiosque, bancos de repouso e um centro de convivência com biblioteca, cozinha com churrasqueira, dois banheiros, sala administrativa, salão de jogos e espaço de atendimento médico.
O condomínio é fechado com muros e conta com portão e guarita. A administração fica sob a responsabilidade das administrações municipais. A iniciativa do Governo do Paraná é organizada a partir de um aluguel social de 15% do salário mínimo.

Fonte: AEN/PR

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *