HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65
Siga no WhatsApp

23/06/2024

CIDADES

Defesa Civil Municipal registra o envio de 170 toneladas de donativos para o RS

A Secretaria Municipal de Defesa Social (SMDS), por meio da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), encaminhou no começo da tarde desta terça-feira (28) a nona carreta de ajuda humanitária em prol da população do Rio Grande do Sul. As doações foram arrecadadas durante a Campanha SOS RS.

Desta vez, 25 toneladas foram carregadas em um bitrem, cedido por um empresário da Fazenda São Pedro, localizada em Cruzmaltina, PR. Os donativos estão a caminho de um ponto de voluntariado da Defesa Civil do Rio Grande do Sul em São Leopoldo, RS. Estima-se que cerca de 28 mil pessoas de diversos bairros atingidos pelas enchentes vão receber roupas, cobertores, alimentos, materiais de higiene, materiais de limpeza, água e ração animal, entre outros itens.

O ponto citado está ajudando ainda alguns bairros do município de Canoas, RS. Ao todo, o órgão já enviou 170 toneladas de doações para os centros de recebimento da Defesa Civil em quatro municípios gaúchos: Santa Cruz do Sul, Vendinha, Xangri-lá e São Leopoldo.

O coordenador-geral da Defesa Civil Municipal de Londrina, coronel Pedro Ramos, enalteceu a força do povo londrinense. “Este foi um momento triste, assim como foi a pandemia de Covid-19, mas pudemos perceber quão solidária e humanitária é a população londrinense. Desde o momento em que mobilizamos as pessoas, através da Defesa Civil, recebemos a acolhida muito acima do esperado, tanto que superou nossa expectativa logística. Mesmo a população circunvizinha, sabendo da nossa disponibilidade, cooperou nas doações, como foi o caso das cidades de Ibiporã e Centenário do Sul. Minha eterna gratidão tanto àqueles que doaram uma garrafa d’água, quanto aqueles que doaram 3 mil garrafas”, citou.

Ramos agradeceu especialmente cada pessoa que doou um pouco do seu tempo em favor dos necessitados. “Gratidão também aos incansáveis guardas municipais que não mediram esforços em cumprir bem a missão, assim como os inúmeros voluntários que nos ajudaram na separação, seleção e embalagem dos itens doados, facilitando a vida de quem os recebeu lá no Sul. Não vou nominá-los aqui para não cometer injustiça, mas cada um receberá a recompensa divina”, frisou.

O coronel Ramos lembrou da participação do prefeito de Londrina durante o carregamento de uma carreta no dia 9 de maio, e registrou um agradecimento especial ao chefe do Executivo. “Gratidão ao prefeito Marcelo Belinati que me confiou essa missão, mas também fez questão de dar o seu suor, e de modo exemplar, participou de um carregamento junto com os munícipes que o elegeram”.

 

Voluntários

A logística de transporte dos donativos até o destino foi possível graças ao empenho das transportadoras Real 94, Falcão, Cooper 10 e Ambev, bem como da Fazenda São Pedro. Centenas de voluntários se disponibilizaram desde o primeiro dia da campanha, no dia 6 de maio, para separar, organizar e embalar roupas, calçados e alimentos.

Essas pessoas contribuíram ainda com a doação de fitas adesivas, caixas de papelão e canetas para marcação. O Corpo de Bombeiros emprestou uma empilhadeira para facilitar o carregamento da carreta. A ação contou inclusive com a ajuda de guardas municipais, bombeiros civis, atiradores do Tiro de Guerra de Londrina, grupos religiosos, empresários, aposentados e profissionais liberais, entre outras pessoas.

Cartinhas

Os alunos da Escola Municipal Maestro Roberto Pereira Panico elaboraram na última semana dezenas de cartinhas com mensagens de amor, carinho e de incentivo para a população gaúcha que está passando por esse delicado momento. As cartas foram entregues para o motorista da carreta, que deixará o envelope aos cuidados da Defesa Civil gaúcha.

 

Aprendizado

O coronel Pedro Ramos, responsável pela coordenação-geral da Defesa Civil na cidade, fez alguns apontamentos sobre esse momento. “Certamente tiramos muitas lições deste episódio, inclusive nos colocando no lugar das vítimas, e deixaremos registrado o legado do que aprendemos com esta lamentável tragédia. Vamos aguardar o cenário que se segue e havendo necessidade mobilizaremos novamente nossa população”, concluiu.

A Defesa Civil de Londrina suspende a arrecadação de donativos nesta terça-feira (28), às 18h, até que o cenário seja reavaliado junto à Defesa Civil do Rio Grande do Sul. O órgão seguirá organizando as doações recebidas nos últimos dias para poder realizar o envio.

 

Leia outras notícias no HojePR.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *