HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

29/01/2023



Sem Categoria

Deltan está enrolado com o TCU e pode não se candidatar

 Deltan está enrolado com o TCU e pode não se candidatar

Os herdeiros da Lava Jato estão se especializando em trapalhadas. Sérgio Moro (União) está ficando sem base de apoio e seu sonho de presidente está se esfarelando. Agora é o pré-candidato, Deltan Dallagnol (Podemos) que pode ficar inelegível. Uma decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) responsabiliza Dallagnol pelo pagamento de R$ 2 milhões em diárias e passagens a procuradores da Operação Lava Jato. Isso pode deixar ele fora da disputa à Câmara Federal.

 

Os ministros acompanharam parecer do relator Bruno Dantas, que considerou que a força tarefa coordenada por Deltan poderia ter utilizado opções mais econômicas. O Ministério Público de Contas apontou que procuradores da Lava Jato recebiam ajuda para trabalhar em Curitiba, como se estivessem numa situação transitória, quando muitos inclusive possuíam residência na capital paranaense.

 

Caso Deltan Dallagnol seja condenado pelo Tribunal em julgamento que deverá ser realizado em dois meses, o ex-procurador perderá os direitos políticos e não poderá concorrer em Outubro.

 

Juristas já apontavam a possível inelegibilidade de Deltan devido a um processo administrativo aberto no Conselho Nacional do Ministério Público. Deltan solicitou exoneração antes da conclusão do processo, o que vai de encontro a Lei da Ficha Limpa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *