HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

30/01/2023



Sem Categoria

Equipe de Ney na Sejuf é exonerada. MDB decide quem fica

 Equipe de Ney na Sejuf é exonerada. MDB decide quem fica

A coluna já tinha antecipado que a Sejuf foi dada ao MDB com a porteira fechada. E nessa sexta-feira (29) foi o dia do passaralho para aqueles ligados ao ex-secretário e deputado estadual, Ney Leprevost (União Brasil).

 

Como forma de amenizar o fato, o deputado escreveu uma mensagem aos seus colaboradores, em um grupo de whatsapp, afirmando da possibilidade de haver reversões nas exonerações.

 

Esperar para ver!

 

Segue o texto de Ney Leprevost enviado aos seus colaboradores:

 

Pessoal, alguns esclarecimentos

 

Ontem fomos pegos de surpresa com a exoneração em massa de pessoas boas e trabalhadoras.

 

São pessoas que trabalharam ativamente na campanha do governador Ratinho Júnior e que nos ajudaram a fazer da secretaria de Justiça, Família e Trabalho do Paraná, a melhor do Brasil.

 

Os nomes destas pessoas e de vocês deste grupo estavam, e estão, em uma lista que deixei com o chefe da Casa Civil, o secretário Ortega, homem de total confiança do governador e que havia se comprometido a mantê-las no governo.

 

Infelizmente, o atual secretário, ao invés de se basear na lista ou de chamar o Cristiano pra saber a ficha de cada pessoa; cumprindo seu papel de abrir espaços para o MDB; preferiu tomar decisões baseado em palpites furados de indivíduos que fazem de tudo pra se segurar na sua posição e que queimaram pessoas boas causando suas exonerações.

 

Até gente doente foi exonerada.

 

Ontem mesmo informei o governador Ratinho Junior sobre isto. O mesmo se mostrou surpreso com tal atitude.

 

Hoje conversei com o secretário Ortega. Ele se comprometeu comigo enfaticamente de, a partir de agora, não exonerar mais ninguém da equipe.

 

Quanto aos que foram exonerados, o Cristiano foi chamado para conversar semana que vem com o Lúcio para apresentar a defesa de cada um deles e ver o que pode ser feito para ajudá-los.
Pois tiveram a imagem “torrada”pelos próprios colegas de secretaria.

 

Também fui informado que um indivíduo chamado Júlio Zarur está chamando pessoas que estão na lista que deixei na Casa Civil e mentindo pra elas que não foram mantidas por não estarem na lista. Isto é inverídico.

 

ME PARECE, INCLUSIVE, QUE ESTÁ CIRCULANDO UMA LISTA FALSA.

 

Desde o primeiro dia de gestão me coloquei à disposição do novo secretário para ajuda- lo em tudo que fosse necessário. Infelizmente ele preferiu seguir outro caminho. É um direito que tem.

 

No entanto, o governador Ratinho Júnior tem um compromisso comigo e eu com ele. Não serei o traidor. Sigo firme acreditando no governador e confiante que as maldades serão desfeitas.

 

Fiquem em paz !

2 Comentários

  • Isso acontece quando não há uma coordenação política firme e centrada. Qualquer um recebe pastas e ou secretarias pelo momento vivido, e sem orientação ou direcionamento de como, quando o que fazer! Típico de quem não sabe o que está fazendo. E 1.o de tudo, em time que está ganhando não se mexe! Atender “necessidades” de acomodação política com colocação de pessoas sem preparo ou nível técnico necessário dá nisso! É tudo na base do bumba meu boi. E só. Lamentável que dirigentes se permitam este tipo de ato falho mesmo depois de um certo tempo no poder…..Isso foi feito na Sanepar, na Copel, mas com menos força, e em outros órgãos do estado. Não se pensa no amparo técnico necessário e na qualidade de gestão, só a atender a favores políticos e pessoais. Essa é a Forma paranaense de se governar este estado há décadas. E não temos perspectivas melhores em vista ao futuro, infelizmente. Só de piora.

  • Coitado do governador. Ter que lidar com pequenos poderes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *