HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

12/07/2024

NEGÓCIOS

IPC, UFPR e BPP promovem oficina sobre avaliação da deficiência

negocios

A oficina “Avaliação da Deficiência: rumo a uma abordagem unificada e participativa” será realizada dias 20 e 21 de setembro, no auditório do Instituto Paranaense de Cegos (IPC). O evento faz parte das ações alusivas ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado no dia 21 de setembro e tem como promotoras do evento o próprio IPC, a universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Biblioteca Pública do Paraná (BPP). A oficina tem como objetivo promover uma compreensão abrangente e crítica da avaliação da deficiência, explorando os diferentes modelos e conceitos associados.

 

A oficina será ministrada por Liliane Bernardes, doutora e mestre em Bioética e especialista em políticas públicas e gestão governamental desde 2006. Para ela avaliar a deficiência traz um impacto grande na vida dessas pessoas. “A partir desse reconhecimento da situação da deficiência é que elas vão ter acesso a uma série de políticas, benefícios, serviços e direitos que são voltados exclusivamente para esse grupo da população”, explica Liliane, destacando que são cinco modelos de avaliação: caritativo; médico; social; biopsicossocial; e na perspectiva dos direitos humanos.

 

Entre esses modelos existentes, ela destaca o modelo biopsicossocial por seu uma junção do modelo médico com o modelo social, trazendo também no seu bojo a perspectiva dos direitos humanos. “A Organização Mundial de Saúde entendendo que, tanto os aspectos relacionados ao impedimento, seja em relação à alteração corporal, quanto os aspectos relacionados à forma como a sociedade é constituída e como ela cria barreiras para esse grupo de pessoas, entendeu-se que ambos esses aspectos são importantes para compreensão da deficiência”, explica, complementando que: “a partir de uma perspectiva biopsicossocial está se cumprindo a legislação vigente, inclusive no aspecto constitucional”.

 

De acordo com o diretor do IPC, Enio Rodrigues da Rosa, a intenção é buscar examinar com profissionais especializados no assunto o impacto direto das avaliações de deficiência. “Será uma oportunidade de analisar a reforma dos processos de avaliação da deficiência dos modelos existentes”, diz o diretor, que acredita que o evento tem um grande potencial de gerar um bom debate, o qual se propõe incentivar a contribuição ativa dos participantes para a construção de um sistema unificado e participativo, que já deveria estar em vigor, de acordo com a Lei Brasileira de Inclusão.

 

O evento é direcionado para profissionais que atuam com avaliação da deficiência; pesquisadores ou acadêmicos de instituição de ensino superior pública com pesquisa em educação especial ou educação inclusiva; e representantes de organizações de pessoas com deficiência. Para as pessoas cegas, que fazem uso do Braille, os materiais poderão ser produzidos para atender as necessidades e disponibilizados em formato digital. Para as pessoas surdas, haverá intérpretes de Libras. No caso de pessoas usuárias de cadeira de rodas, o espaço é acessível. As inscrições já estão encerradas, no entanto será transmitido, no Canal do Novo IPC, em tempo real, os dois dias de evento.

 

Serviço:

Oficina sobre avaliação da deficiência: rumo a uma abordagem unificada e participativa
Dias e horários: Dia 20 (quarta), das 13h30 às 18h. Dia 21 (quinta), das 9h30 às 18h.
Local: Auditório do IPC (Avenida Visconde de Guarapuava, 4186 – Batel).
Mais informações: E-mail: [email protected]; Telefone: (41) 3342-6690; Whats: (41) 99788-0041; site: www.novoipc.org.br; Youtube: @CANALNOVOIPC; BIO: https://bit.ly/bioNovoIPC

 

Leia outras notícias no HojePR.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *