HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65
Siga no WhatsApp

28/05/2024

Lula se mantém na frente, mas decisão deve ir para o segundo turno

Após o início da campanha nas TVs e rádios e do debate na Band TV, o movimento do eleitorado, apontado pelas pesquisas, indica uma tendência que se consolida de um segundo turno entre o ex-presidente Lula e o presidente Bolsonaro.

Parece que Lula atingiu seu teto e não apresenta crescimento significativo desde julho. Enquanto isso, Bolsonaro cresce bem pouco, o crescimento dos demais candidatos é que dá a expectativa de que será muito difícil uma vitória no primeiro turno.

Por outro lado, todas as pesquisas ainda apontam a vitória para o ex-presidente Lula nas simulações de segundo turno.

Observando as demais informações das pesquisas divulgadas, podemos constatar que a fraca avaliação da administração do Presidente Bolsonaro continua sendo a maior barreira para seu crescimento, por isso seu esforço em implementar as medidas para melhorar o resultado da economia, com a redução do desemprego, redução dos valores dos combustíveis, da inflação e o aumento do auxílio para as famílias de baixa renda.

Resta acompanhar para ver se estas medidas vão trazer os resultados esperados pela equipe do presidente faltando menos de 30 dias para a eleição.

As últimas três pesquisas divulgadas mostram que a decisão no primeiro turno está cada vez mais difícil.

 

BTG/FSB

Em pesquisa divulgada nesta segunda-feira (5) realizada pela FSB Comunicação para o banco BTG Pactual, o ex-presidente Lula (PT) se mantém em primeiro lugar com 42%, seguido pelo presidente Bolsonaro (PL) com 34%.

A diferença de 8 pontos percentuais, e um pequeno crescimento dos demais candidatos, aponta para a mesma tendência de todas as outras pesquisas, desde o início da campanha, para um segundo turno entre Lula x Bolsonaro.

Lula (PT) 42%, Bolsonaro (PL) 34%, Ciro Gomes (PDT) 8%, Simone Tebet (MDB) 6%, Pablo Marçal (Pros) 1%, Vera Lúcia (PSTU) 1%, Soraya Thronicke (União Brasil) 1%. Os demais, José Maria Eymael (DC), Felipe D’Ávila (Novo), Sofia Manzano (PCB) e Leonardo Péricles (UP), não chegaram a marcar 1% cada um. Votos em branco e nulo 1%, e 3% afirmaram que ainda não sabem em quem votar ou não responderam.

Na simulação de um segundo turno Lula ganharia com 53% contra 40% de Bolsonaro.

A pesquisa realizou 2.000 entrevistas por telefone de 2 a 4 de setembro de 2022. Está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01786/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. Custou R$ 128.957,83 e foi paga pelo banco BTG Pactual.

 

Paraná Pesquisas

Na pesquisa divulgada em 31 de agosto, realizada pela Paraná Pesquisas, o ex-presidente Lula (PT) aparece em primeiro com 41,3%, o presidente Bolsonaro (PL) tem 37,1%, Ciro Gomes (PDT) 7,7%, Simone Tebet (MDB) 2,4%, Pablo Marçal (Pros) 0,6%, Vera Lúcia (PSTU) 0,3%, Felipe D’Ávila (Novo) 0,2%, Sofia Manzano (PCB) 0,2%, Eymael (DC) 0,1%, Soraya Thronicke (União Brasil) 0,1%, Leonardo Péricles (UP) 0,1%, Roberto Jefferson (PTB) 0,0%, ainda candidato na época do levantamento.

Na simulação de um segundo turno, Lula venceria com 47,8% contra 40,8 de Bolsonaro, Brancos e Nulos 8,3%, Não sabem ou não responderam 3,1%. OBS: mantivemos os resultados com uma casa decimal porque é a forma como o instituto apresenta seus resultados.

O levantamento ouviu 2.020 eleitores de 26 a 30 de agosto de 2022. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais em um intervalo de confiança de 95%. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-03492/2022. A pesquisa custou R$ 50.000,00. Foi paga com recursos próprios.

 

Poder Data

Pesquisa divulgada em 30 de agosto traz o ex-presidente Lula (PT) com 44% e o presidente Bolsonaro com 36%, seguido por Ciro Gomes (PDT) 8%, Simone Tebet 4% (MDB), Eymael (DC) 1%, enquanto Felipe d’Avila (NOVO), Leonardo Péricles (UP), Pablo Marçal (PROS), Sofia Manzano (PCB), Soraya Thronicke (União Brasil), Vera Lúcia (PSTU) e Roberto Jefferson (que ainda era candidato na época) não tiveram menções suficientes para pontuar.

Em caso de um segundo turno, Lula marca 50% contra 41% de Bolsonaro.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, empresa do grupo Poder360 Jornalismo, com recursos próprios. Os dados foram coletados de 28 a 30 de agosto de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.500 entrevistas em 308 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-06922/2022.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

z