HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

19/04/2024

SAÚDE

Capital

Mutirão contra a dengue em Curitiba recolhe entulhos no Cajuru e volta ao Tatuquara

 Mutirão contra a dengue em Curitiba recolhe entulhos no Cajuru e volta ao Tatuquara

Caminhões de coleta da Secretaria Municipal do Meio Ambiente começam a percorrer 55 quarteirões do bairro Cajuru nesta quinta-feira (22). Vão recolher entulhos separados pelos moradores e colocados nas áreas delimitadas pelos agentes de endemias e comunitários de saúde.

 

A ação prossegue na sexta-feira (23) e é uma iniciativa realizada em conjunto com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O objetivo é evitar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças dengue, zika e chikungunya.

 

O mutirão Curitiba sem Mosquito faz uma varredura nos terrenos em busca de recipientes que possam acumular água, além de orientar a população a separar entulhos e lixo dos imóveis.

 

Tatuquara

Ainda nesta quinta-feira, por exemplo, os agentes de saúde voltam ao Tatuquara para orientar os moradores sobre os riscos da dengue, além de chamar atenção para a limpeza de casas e quintais. O bairro tinha 21 dos 38 casos autóctones (transmissão local) de Curitiba até 15/2.

 

“Seguimos firmes com a estratégia de intensificar mutirões pela cidade, com atenção especial a regiões onde houve registro de casos autóctones de dengue”, reitera a secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella.

 

Segundo a secretária, é necessário o apoio da população na prevenção da doença, eliminando a água parada em casa, quintais, terrenos e locais de trabalho para afastar o risco de focos da dengue.

 

Orientações

Para o recolhimento do Mutirão Curitiba sem Mosquito, os moradores devem colocar os entulhos para fora do imóvel até a data da passagem dos caminhões. Resíduos de porte menor devem ser embalados ou ensacados antes do descarte.

 

O mutirão vai coletar objetos inservíveis (móveis, eletrodomésticos e entulhos), materiais recicláveis (garrafas, plásticos, ferros e metais recipientes), pneus, resíduos orgânicos e restos vegetais embalados.

 

Materiais com peso ou volume elevado (como resíduos de construção civil), resíduos orgânicos e restos vegetais não embalados, resíduos tóxicos e perigosos (lâmpadas, medicamentos, pilhas e tintas) e veículos de transporte não serão recolhidos pela Prefeitura de Curitiba.

 

Os mutirões são estratégias pontuais e de intervenção diante do acúmulo de materiais nas casas e quintais, mas Curitiba mantém coleta regular de resíduos orgânicos, recicláveis e especiais.

 

Há diversas formas de eliminar entulhos e materiais inservíveis. Além de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, esses materiais também podem se tornar o ambiente ideal para roedores, insetos, aranhas e outros vetores de doenças.

 

Toneladas de lixo

Em 2023, os Mutirões Curitiba sem Mosquito, coordenados pela Saúde e Meio Ambiente, recolheram 348 toneladas de materiais inservíveis e entulhos nos dez Distritos Sanitários.

 

Foram realizados 14 mutirões durante o ano passado – nas regionais Cajuru e Boa Vista houve mais de um mutirão no ano.

 

Em 2024, só nos primeiros seis mutirões, mais de 126 toneladas de entulho foram recolhidas.

 

Leia outras notícias no HojePR.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *