HojePR

HOJEPR LOGO
Siga no WhatsApp
Pesquisar

24/07/2024

Pílulas de Humor Judaico: o judeu no mosteiro

Por Gerson Guelmann

 

Aron, um judeu de meia idade, solteiro e bem-sucedido corretor na Bolsa de NY, decidiu abandonar a carreira e mudar de vida.

Vendeu todo o patrimônio, doou os valores para a caridade e foi para o Tibet, decidido a entrar numa ordem monástica.

Chegando lá, foi recebido pelo Superior do Mosteiro, ao qual contou sua história e as razões que o levaram a fazer uma mudança tão radical.

Após ouvi-lo, o Monge disse:

– “Acho difícil uma pessoa como o senhor se adaptar a nossa vida. Além do voto de silêncio que todos fazem, a rotina é difícil; acordamos as 4h para orar e meditar, nossa alimentação é frugal…”

E Aron o interrompeu:

– “Não se preocupe. Eu pesquisei muito antes de vir e este Monastério é o que me serve.”

Vendo que a decisão já estava tomada, o religioso completou:

– “Seja bem-vindo, então. Antes de levá-lo à sua cela, quero que saiba que o senhor poderá dizer duas palavras a cada 10 anos.”

E assim foi.

O novo Monge adaptou-se à nova vida, os anos passaram, e um dia ele foi chamado pelo Superior:

– “Devo dizer que estou surpreso. Não imaginava que o senhor fosse aguentar. Hoje está fazendo 10 anos de sua chegada. Pode então dizer suas duas palavras.”

Aron falou:

– “Comida ruim.”

O Monge meditou um pouco e respondeu:

– “Pode juntar-se aos demais.”

Mais uma década se passou. O Superior chamou Aron e novamente o autorizou a proferir as duas palavras:

– “Cama dura” – foi a resposta.

O Monge meneou a cabeça, como se tivesse ficado perturbado com o que ouviu, e Aron retornou ao seu cubículo.

Os anos foram correndo e nesse ínterim o Superior, já bem idoso, adoeceu.

Prestes a morrer, escolheu aquele que deveria sucedê-lo e lhe repassou toda a orientação, para que a rotina do Mosteiro não fosse alterada.

No dia em que Aron estava completando 30 anos no Monastério, foi convocado pelo novo Superior, que lhe deu a orientação já conhecida:

– “O senhor está completando mais um período de 10 anos, pode dizer suas duas palavras.”

Sem pensar, Aron disse:

– “Vou embora.”

E o Monge respondeu:

– “Eu já esperava por isso. Sua fama aqui dentro é de um criador de caso”.


GERSON GUELMANNé responsável pelo  maior acervo de Humor Judaico em português do Brasil. Diariamente brinda seus leitores com textos inteligentes, saborosos, bem humorados (mas também sérios) no seu Blog do Guelmann. Gentilmente permite reproduzir seus textos aqui no HojePR. Aos nossos leitores, apenas recomendamos: aproveitem!!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *