HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

07/02/2023



Paraná

PM prende 101 pessoas nos primeiros dias de Carnaval no Litoral

 PM prende 101 pessoas nos primeiros dias de Carnaval no Litoral

A Polícia Militar do Paraná acompanhou a movimentação de turistas e moradores no Litoral ao longo dos três primeiros dias do Carnaval 2022. A ausência dos trios elétricos e das festas não diminuiu a procura dos veranistas pela região e a PM reforçou a presença em todos os municípios para inibir crimes e atender a população. Segundo o balanço divulgado nesta segunda-feira (28), 621 ocorrências gerais foram atendidas, dentre elas 151 de perturbação do sossego, entre sexta-feira e domingo (25 a 27).

 

O trabalho de policiamento ostensivo e a presença dos policiais nas ruas também contribuíram para que fossem identificadas oito pessoas foragidas da justiça. A PM abordou nos três dias mais de 3 mil pessoas, das quais 101 foram presas e encaminhadas a delegacias. e vistoriou 543 veículos. Além disso, os policiais militares prestaram mais de 6,3 mil orientações gerais à população e distribuíram 1,8 mil pulseirinhas de identificação às crianças no período.

 

Segundo o comandante do 1ª Comando Regional da Polícia Militar e coordenador do Verão Paraná pela PM no Litoral, coronel Renato de Oliveira Ribas Filho, a natureza criminal mais atendida pela PM durante os três primeiros dias de Carnaval foi a perturbação do sossego. Das ocorrências gerais atendidas, 151 foram desta modalidade e resultaram em 35 Termos circunstanciados lavrados, ou seja, 35 pessoas foram encaminhadas.

 

“Tivemos um início de feriado de Carnaval bastante tranquilo e com registro de poucas ocorrências, mas o que chama atenção é a perturbação do sossego. Esse tipo de situação é comum no Carnaval, quando algumas pessoas extrapolam o uso de aparelhos de som em festas particulares ou em vias públicas”, explica. “Este ano as prefeituras não estão promovendo as tradicionais festas com trios elétricos, mas muitas pessoas estão se organizando para curtir o feriado, com caixas de som em casa ou veículos, e até nas ruas, e acabam perturbando as outras”, relata o coronel.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *