HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65
Siga no WhatsApp

23/06/2024

OLHA O FRIO!

Primeira grande frente fria de 2024 chega ao Paraná neste sábado (25)

frio curitiba parana

Ambientes mais fechados, menos circulação de ar, temperaturas baixas (como a primeira grande onda de frio do Paraná neste final de semana) e maior umidade do ar compõem um cenário propício para a proliferação do vírus da gripe e demais vírus respiratórios.

Segundo o Simepar, nesta sexta-feira (23) o tempo permanecerá instável em todo o Paraná, com pancadas de chuvas em todas as regiões. As temperaturas caem muito a partir do anoitecer, devido à incursão de uma massa de ar polar sobre o Estado. O sábado deve amanhecer bastante frio, principalmente na metade Sul do Estado. A tarde as temperaturas ficam amenas em todo o Paraná. No domingo deve chover em algumas regiões e o frio permanecerá.

Em Curitiba, na qiunta-feira, a mínima será de 14ºC e a máxima de 24ºC. Não há previsão de chuva. Na sexta-feira (24), a mínima será de 13ºC e a máxima de 21ºC. Segundo o Simepar, a chance de chuva é de 98%. Já no sábado (25) as temperaturas despencam, com mínima de 9ºC e máxima de 13ºC. Não há previsão de chuva. Domingo será de frio também, com mínima de 9ºC e máxima de 11ºC, e 90% de chance de chuva.

Doenças respiratórias

  • Casos de doenças como gripe, resfriado, sinusites, bronquites, bronquiolite, crises de asma e pneumonias são mais frequentes nessa época do ano.
  • Para evitar o número de casos de infecções por síndromes respiratórias, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) reforça que os cuidados básicos e a vacinação são fortes aliados na proteção da saúde.
  • Influenza (gripe), Sars-CoV-2 (Covid-19), Vírus Sincicial Respiratório (VSR) e rinovírus são os vírus que mais circulam atualmente no Paraná. Atitudes simples como lavar as mãos com água e sabão com frequência, não tocar os olhos após contato com superfícies utilizadas por várias pessoas (corrimões, maçanetas, telefone, etc) e evitar permanecer em ambientes sem ventilação e com aglomeração de pessoas auxiliam e são fundamentais na proteção contra os vírus.
  • Além desses cuidados, a vacinação contra a gripe e Covid-19 para grupos prioritários torna-se um importante escudo na defesa do organismo, contribuindo para a redução das complicações, internações e ainda da mortalidade decorrente das infecções pelo vírus influenza na população. A vacinação também contribui para a redução da circulação viral na população, protegendo especialmente os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco.

Vacina

Desde o dia 2 de maio a vacina contra a gripe é liberada para todas as pessoas com mais de seis meses de idade. Ela é disponibilizada no Sistema Único de Saúde (SUS), nas unidades de saúde dos municípios. Até ao momento o Paraná vacinou 1.659.588 pessoas. Dos grupos prioritários, os povos indígenas vivendo fora das terras indígenas (54,28%) e os idosos (37,27%) foram os que mais se vacinaram.

“O aumento de pessoas imunizadas contribui para menor circulação dos vírus e evita sobrecarga nos serviços de saúde, seja no pronto atendimento, hospitais de pequeno porte, Unidade Básica de Saúde ou na porta dos grandes hospitais. A imunização é nossa principal aliada, por isso quero convocar todos os paranaenses para garantir essa proteção tão importante para a saúde coletiva”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Foto: Gilson Abreu/AEN

Leia outras notícias no HojePR.com.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *