HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

08/02/2023



Sem Categoria

Quer empreender?

 Quer empreender?

A partir de hoje começo minha coluna semanal sobre empreendedorismo no HojePR. Serei o mais clara, direta e objetiva possível.

 

Para minha coluna de estreia nada melhor do que falar sobre os primeiros passos para empreender.

 

Como é comum encontrar pessoas que tem “o sonho de empreender”, “ser dono do seu próprio negócio”, “virar o dono”. Mas, como começar? Como vencer o medo de empreender?

 

Uma boa ideia nasce de uma necessidade ou de uma oportunidade.

 

Conheço uma empresária apaixonada por pets que entendeu que não deveria lavar os cobertores e a caminha dos seus pets na sua máquina de lavar e buscou uma lavanderia especializada em pets no mercado. Foi quando percebeu que não havia esse serviço disponível e, assim, abriu uma lavanderia para atender esse público de donos de pets.

 

Conheço outra empresária, casada com uma pessoa que tinha uma receita fantástica de brigadeiros. Viu nisso uma oportunidade e, assim, abriram uma loja de brigadeiros gourmets.

 

Muitas são as histórias que hoje coleciono, mas note: uma nasceu pela necessidade e a outra por oportunidade, mas entenda que, em ambos os casos, as empresas surgiram entendendo seus próprios talentos.

 

O que eu quero dizer com isso?

 

Primeiro segredo para abrir seu próprio negócio: faça o que você gosta de fazer! Procure fazer algo que seja bom para você e bom para os outros, algo que as pessoas se interessem em comprar ou contratar. Dessa forma será mais fácil de vender, vencer os desafios de abrir um negócio e de acreditar que seu negócio dará certo.

 

Converse sobre sua ideia.

 

Busque profissionais que possam te orientar. O Sebrae pode te dar os primeiros passos, ou profissionais da área de Administração de Empresas ou consultores empresariais. Podem ser ótimas escolhas. Falar com um profissional nesse momento é uma ajuda importantíssima para tirar a ideia da sua cabeça e colocá-la no papel. Gosto muito do Canvas, uma ferramenta da administração, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes.

 

Discutir sua ideia vai colocá-la à prova, você vai ajustar ou mudar totalmente o que estava pensando.

 

Aproveite as respostas do Canvas e faça um plano de negócios, ele vai te fazer olhar para o mercado, pensar num plano de marketing, plano operacional, planejamento estratégico, formação de preço e plano financeiro.

 

Nada como começar um novo negócio com o máximo de informações nas mãos.

 

Resumindo:

 

Primeira dica: Faça o que gosta;

 

Segunda dica: pense no que, para quem e o que vai oferecer para o mercado. O que sua empresa oferece no mercado que realmente terá valor para seus clientes?

 

Terceira dica: quem será seu cliente? Quem é seu público alvo? Onde eles estão? Como encontrá-los?

 

Quarta dica: como você vai divulgar e onde irá vender seu produto ou serviço?

 

Quinta dica: o que você vai precisar para fazer seu negócio funcionar? Pessoas, maquinários, espaço físico, computadores? Quem serão seus fornecedores? Quais serão suas despesas?

 

Sexta dica: com base nessas informações levante os custos e entenda quanto terá que investir.

 

Sétima dica: quem poderá ajudar sua empresa? Boas parcerias são bem importantes no mundo do empreendedorismo.

 

Dica de ouro: Discuta sua ideia com profissionais. Procure orientação. Pense em todas as possibilidades. Cerque-se de pessoas que acreditem em você e que possam te ajudar, não só financeiramente, mas operacionalmente.

 

Caso precise de um investidor ou em uma linha de crédito busque uma boa instituição financeira e tenha um plano de negócios nas mãos, isso será imprescindível para essa tomada de valor.

 

Com orientações de um bom profissional e um plano de negócios bem feito o medo tende a diminuir, pois você já terá um plano de ação a seguir.

 

Boa sorte!


Karla Sophia Küster – Bacharel em Administração pela FAE Business School. Pós-Graduada em Marketing, Gestão de Pessoas e Finanças. Experiência profissional de mais de 20 anos em instituições bancárias e empresas nacionais e multinacionais. Consultora empresarial na Credita CGE desde 2017.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *