HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

19/04/2024

FILMES & SÉRIES

Sem Categoria

‘Rainha das Lágrimas’: o que esperar da nova comédia romântica sul-coreana da Netflix

 ‘Rainha das Lágrimas’: o que esperar da nova comédia romântica sul-coreana da Netflix

Rainha das Lágrimas mal chegou à Netflix e já está conquistando os apaixonados por k-drama. A nova comédia romântica sul-coreana distribuída pela plataforma acompanha um casal em crise no terceiro ano de casamento, buscando dar uma segunda chance ao amor e manter a relação.

 

Na trama, Hae-in (Kim Ji-won) é herdeira de um império de lojas de departamento, onde Hyun-woo (Kim Soo-hyun) atua como diretor jurídico. Com o desgaste do relacionamento, ele está prestes a pedir o divórcio, quando recebe a notícia de que a esposa está doente. Ao longo da série, os protagonistas vão perceber que ainda guardam carinho (e química) um pelo outro, aprender a baixar a guarda e deixar seus sentimentos voltarem à tona.

 

Ambientada no universo corporativo da alta sociedade, a produção promete trazer o melhor das novelas coreanas para os fãs do gênero, com muita confusão em uma família de ética questionável, mistério, humor, e, claro, cenas melodramáticas para se emocionar.

 

O roteiro é de Park Ji-eun, que também escreveu Pousando no Amor, k-drama sobre uma herdeira sul-coreana e um militar norte-coreano que se apaixonam. A série é uma das mais populares do gênero na Netflix.

 

Rainha das Lágrimas está sendo transmitida no canal de TV a cabo coreano TvN, com distribuição mundial no streaming pela Netflix. Os dois primeiros episódios já estão disponíveis na plataforma. Serão ao todo 16 capítulos, lançados semanalmente, aos sábados.

 

Inspirada em uma história real?

Desde que a série estreou na televisão sul-coreana, há quem especule que a produção seja parcialmente inspirada em uma história real: a de Lee Boo-jin, empresária herdeira da Samsung, e seu ex-marido, Im Woo-jae. Eles se conheceram quando ela ainda era aprendiz na empresa e ele, funcionário de uma afiliada do Grupo Samsung. O casamento, em 1999, desafiou normas da alta sociedade sul-coreana.

 

Enviado para se especializar no exterior contra sua vontade, Im Woo-jae cresceu dentro da empresa da família da mulher. A relação foi esfriando com o tempo. Lee Boo-jin pediu o divórcio em 2014, quando rumores de traição vieram à tona. O batalha judicial demorou cinco anos para ser concluída.

 

Apesar de algumas semelhanças entre a trajetória do casal da vida real e o da série, elas divergem no ponto crucial do enredo Resta acompanhar o k-drama para saber se o fim de Hae-in e Hyun-woo será feliz.

Para mais notícias acesse HojePR.com

(Foto: Reprodução)

(Estadão Conteúdo)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *