HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

29/01/2023



Economia

Redução do IPI é positiva e bem-vinda, diz presidente da Fiep

 Redução do IPI é positiva e bem-vinda, diz presidente da Fiep

Carlos Valter comentou, com exclusividade ao HOJE PR, as declarações do ministro da Economia Paulo Guedes e lembrou que a indústria brasileira tem sofrido com custos excessivos. “Especialmente pelos inúmeros tributos que se acumulam ao longo de todas as cadeias produtivas”, disse ele

O governo federal estuda reduzir em até 25% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), tributo federal que incide sobre os artigos industrializados, nacionais ou importados, à venda no país. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a intenção é estimular a atividade econômica, diminuindo custos que o setor produtivo acaba por repassar ao consumidor final. “Vamos reindustrializar o país”, afirmou Guedes ao participar, nesta terça-feira (22), em São Paulo, de evento promovido pelo banco BTG Pactual.

O presidente da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro, comentou as declarações do ministro da Economia. Carlos Valter lembrou que a indústria brasileira tem sofrido com custos excessivos, “especialmente pelos inúmeros tributos que se acumulam ao longo de todas as cadeias produtivas. Essa é uma realidade que encarece os produtos nacionais, penalizando não apenas as empresas, mas principalmente os consumidores”.

De acordo com o presidente da Fiep, “qualquer medida com o objetivo de desonerar o produto industrial é positiva, principalmente em um momento em que o setor e a economia vivem um momento de retomada após os impactos causados pela pandemia”.

Carlos Valter alerta, no entanto, que é “fundamental que o país mantenha entre suas prioridades a realização de reformas estruturantes mais profundas, especialmente a Tributária. Somente assim serão solucionados em definitivo os inúmeros problemas de nosso ambiente de negócios, tornando a indústria brasileira mais competitiva tanto no mercado interno quanto no externo”.

Reindustrialização
No encontro de São Paulo, o ministro Paulo Guedes lembrou as dificuldades enfrentadas pela indústria brasileira. “Veja que a agricultura está voando porque ela não tem o imposto sobre produto agrícola, o IPA. Agora, a indústria brasileira está sofrendo, nas últimas três, quatro décadas, impostos altos, juros altos e encargos trabalhistas excessivos. Temos que atacar essas três questões, e vamos fazer um primeiro movimento agora, reduzindo 25% do IPI. É um movimento de reindustrialização do Brasil”, declarou.

“Já que a arrecadação [com impostos] subiu fortemente, temos esses recursos que íamos investir na Reforma Tributária que empacou no Senado, o Executivo pode dizer que o excesso de arrecadação não é para inchar a máquina de novo e que preferimos transferir este ganho de arrecadação na forma de redução de impostos para milhões de brasileiros, para todo mundo”, justificou o ministro, garantindo que a medida vai ser encaminhada junto com outras propostas do governo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *