HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

28/01/2023



Paraná

Romanelli faz críticas ao modelo de prorrogação da concessão da Compagás

 Romanelli faz críticas ao modelo de prorrogação da concessão da Compagás

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) alertou nesta quarta-feira (23) para a necessidade do Governo do Estado reavaliar o modelo proposto para a prorrogação da concessão da Compagás por mais 30 anos. Romanelli afirma que a cobrança de uma taxa de outorga de R$ 508 milhões vai impactar nas tarifas e afetar ainda mais a competitividade das indústrias paranaenses que utilizam o gás natural.

Romanelli classificou a cobrança da taxa de outorga como “um desserviço para a competitividade da indústria paranaense”, com efeito direto sobre a economia do Estado. “Deveríamos ter uma redução dos preços. Se não tivermos uma modelagem correta vamos perder mais empresas para Santa Catarina e São Paulo, onde as tarifas são menores. O risco é muito grande”, destacou.

“O momento é do Estado reavaliar o posicionamento. Porque o que está em jogo é o preço do gás natural para os próximos 30 anos, insumo essencial para gerar empregos e movimentar a atividade econômica no Paraná”, disse o deputado durante a sessão na Assembleia Legislativa.

O Governo do Estado realizou na terça-feira uma audiência pública para apresentar e debater com o setor produtivo paranaense a renovação da concessão da Compagás e a nova modelagem do contrato. Além da taxa de outorga, foram discutidos outros itens que impactam diretamente nas tarifas como a remuneração do investidor, tributos, o plano de investimentos e a taxa de serviços.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *