HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

29/01/2023



Paraná

Secretário da Fazenda apresenta balanço do terceiro quadrimestre de 2021

 Secretário da Fazenda apresenta balanço do terceiro quadrimestre de 2021

O secretário de Estado da Fazenda, Renê Garcia Junior, apresentou durante audiência pública na nesta terça-feira (22), na Assembleia Legislativa do Paraná, os resultados contábeis do Paraná referentes ao 3º quadrimestre de 2021. A apresentação é prevista na Lei Complementar nº 101, de maio de 2000 – a Lei de Responsabilidade Fiscal – que exige a demonstração e avaliação periódica do cumprimento de metas fiscais.  

Acompanhado por uma equipe de técnicos do Governo, o secretário detalhou as receitas, despesas e resultados referentes à contabilidade do Estado, e respondeu aos questionamentos dos deputados. 

Receitas  
De acordo com números apresentados pelo secretário, em 2021 a receita corrente foi de R$ 49,9 bilhões. Em 2020 esse número foi de R$ 42,6 bilhões. A apresentação mostrou ainda um aumento na receita nominal de 17% e real de 7%. Os números da pasta também mostraram que a receita de impostos, taxas e contribuições de melhoria teve um aumento nominal de 20% e real de 9%. 

“O aumento na arrecadação de ICMS foi predominante entre as atividades econômicas em 2021, com destaque para combustíveis, que apresentou incremento de R$ 2,2 bilhões em relação a 2020. Para 2022 a alíquota de ICMS incidente sobre combustíveis ficará congelada pelos três primeiros meses do ano, como contribuição dos governos estaduais para atenuar as pressões inflacionárias”, explicou Garcia Junior.

Despesas
A apresentação da Secretaria de Estado da Fazenda mostrou que em 2021 as despesas correntes chegaram R$ 40,3 bilhões. O aumento nominal foi de 6% com uma queda real de -3%. Em 2020 esse valor foi de R$ 37,9 bilhões. Os gastos com pessoal e encargos sociais somaram R$ 27 bilhões. “A despesa com Pessoal e Encargos Sociais ficou estável nominalmente ano passado devido a vedação dos reajustes salariais por força da LC 173/2020”, completou o secretário.

Ainda na apresentação, Garcia Junior afirmou que em 2021 o Governo do Estado investiu em Saúde e em Educação acima das porcentagens mínimas estabelecidas por lei para as duas áreas – 12% e 32%, respectivamente. Em ações e serviços públicos de saúde o Estado aplicou R$ 6,6 bilhões no ano passado. Na Educação, os investimentos somaram R$ 10,2 bilhões. Em segurança foram gastos R$ 4 bilhões. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *