HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65
Siga no WhatsApp

23/06/2024

Sexta do Humor e da Cultura Judaica: Morris, o ateu, e o momento de perigo

sexta

Morris Goldstein nasceu em um lar judeu, assim foi criado e sempre seguiu os fundamentos da religião, até que, já maduro, decidiu tornar-se ateu.

Desde jovem ele apreciava a natureza e tinha o hábito de acampar nas florestas da região onde morava, e logo que abandonou a religião passou a usar o Shabbat para o passatempo preferido.

Num desses passeios ele decidiu aventurar-se em uma região de mata fechada que ainda não conhecia.

O lugar era belíssimo e Morris, encantado com o passeio, estava fotografando as árvores gigantescas e os pequenos animais, quando um ruído o paralisou.

Virando-se lentamente, percebeu que o barulho foi causado por um urso com mais de 2m de altura.

Instintivamente começou a correr, mas logo foi alcançado pelo animal, que o jogou de costas no chão.

Apavorado, viu o urso levantando a enorme pata para desferir o golpe que certamente seria fatal e nesse momento bradou aos céus:

– Meu D’us, me ajude!

Nesse instante ele percebeu que a pata do urso ficou suspensa no ar, como se o tempo tivesse parado, e fez-se um clarão muito brilhante, seguido por um silêncio total, quebrado por uma voz poderosa que vinha do céu:

– Mas você não tinha se tornado ateu? Voltou a acreditar em mim?

Aliviado por ver que agora já havia um canal de comunicação e ainda assim gaguejando, Morris respondeu:

– Olha… Eu sei que seria hipocrisia de minha parte dizer que agora acredito em D’us, mas não seria possível o Senhor transformar esse urso em… Um judeu?

Fez-se um silêncio mortal, e em seguida a mesma voz fez-se ouvir:

– Ok.

Imediatamente aquela luz brilhante desapareceu e com a floresta ainda absolutamente silenciosa, Morris pode ver, com alegria, que urso começou a falar:

– Baruch Atá Ado-nai, Elo-hêinu Méle’h Aolam, Shehakol Nihyá Bidvarô (*).

 

Uma Pérola da Sabedoria Judaica

– Um pouco de sorte é melhor do que muito ouro.

 

Frases dos Melhores Humoristas Judeus

– Eu fui no Congresso de Ejaculadores Precoces. Sai antes de terminar.

Jack Benny (Benjamin Kubelsky – Chicago, 14/2/1894 – Beverly Hills, 26/12/1974)

 

As Terríveis Pragas Judaicas

– Que D-us lhe conceda tudo o que seu coração deseja, mas que ele fique tetraplégico e não consiga usar a língua para falar.

 

(*) Esta é uma benção em hebraico que pode ser traduzida como “Bendito seja D’us, nosso Senhor, Rei do Universo, que tudo criou com Sua palavra” e pode ser dita antes de uma refeição”.

 

Leia outras Pílulas aqui.

1 Comentário

  • Otima

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *