HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

28/01/2023



Sem Categoria

Tenho dificuldade em dizer não e sofro com isso

 Tenho dificuldade em dizer não e sofro com isso

Quantas vezes durante sua vida você quis dizer não à alguém ou a uma situação, mas por motivos que você nem mesmo sabe, não conseguiu? Essa é uma das demandas que mais me deparo em minha prática profissional e em sua grande maioria, vinda de mulheres. Por que isso acontece e como resolver?

 

A forma como nos comportamos é multifatorial, por isso depende do nosso estado fisiológico, hereditariedade, da saúde mental bem como do meio social onde nos desenvolvemos. De uma forma geral, sem se aprofundar, algumas das nossas atitudes são comportamentos que reproduzimos dos nossos pais e de pessoas que são referências para
nós, por reforço ou punição. Exemplo: Se você tem uma mãe que costuma dizer sim para todo mundo, pode ser que você reproduza esse comportamento. Quando criança, se você estava sempre disposta quando te pediam algo, esse comportamento pode ter sido reforçado com muitos elogios e quando adulta, você continuou seguindo esse padrão. Ou se você costumava dizer não para as pessoas e elas te puniam verbalmente, ou fisicamente, isso pode ter te transformado numa mulher que apresenta dificuldade em dizer não. Existem também crenças como “tenho que ser amado por todos” ou “é falta de educação recusar pedidos”. Essas crenças acabam persistindo na vida de muitas mulheres e atrapalham os relacionamentos pessoais e profissionais. Essa dificuldade pode ser um obstáculo também no momento de ouvir um não. Por estar sempre disponível para o outro, você pode ter a falsa ideia de que o outro deve estar disponível para você, mas nem sempre acontece dessa forma.

 

Portanto, para que você saia desse padrão é necessário entender que falar não é um exercício. Da mesma forma que você precisa se esforçar para mudar um hábito como alterar a hora de acordar ou iniciar uma atividade física, dizer não gera desconforto. Você sai de um padrão que por vezes perdurou por toda a sua vida e passa a praticar um
comportamento novo. No início você se sentirá culpada, como se estivesse fazendo algo errado, mas com o passar do tempo e do exercício, como todo novo hábito, essa forma de comunicar vai se tornando natural. Para que esse exercício seja mais tangível, ao invés de dizer sim, você pode utilizar os seguintes termos: “Vou pensar e se eu decidir que sim, eu te falo”; “Fica para outro momento”; “Estou com outras prioridades agora, mas agradeço”; “Faço, mas posso somente depois que eu acabar o que estou fazendo”; “Gostaria muito, mas infelizmente agora eu não posso”; “Não, mas o que você acha de tentarmos outro dia?”; “Agora não, mas eu te falo assim que puder”; “Não quero, obrigada”.

 

Vale lembrar que dizer sim para todo mundo, te coloca numa posição de passividade e desvalor. No momento em que você passa a se posicionar, algumas pessoas irão dizer que você está diferente, que está parecendo arrogante, estranha ou que não te reconhecem mais. Não tenha medo disso, pois, quem gosta de você, irá compreender, já quem se aproveita de você, se afastará logo que notar a diferença. Saia desse padrão e pratique hoje mesmo, a sua autoestima e o seu amor-próprio agradecem!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *