HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

22/02/2024

MÚSICA

Sem Categoria

Tyler, The Creator vai pagar indenização de U$ 50 mil a Gilberto Gil; entenda o caso

 Tyler, The Creator vai pagar indenização de U$ 50 mil a Gilberto Gil; entenda o caso

O rapper Tyler, the Creator vai indenizar Gilberto Gil em 50 mil dólares (cerca de R$ 246 mil) por usar trechos da composição Duplo Sentido em um comercial sem prévia autorização do cantor. O acordo foi confirmado ao Estadão pela assessoria de Gil na quinta-feira (14).

Tyler havia usado um trecho da canção para uma campanha publicitária de sua marca de roupas e acessórios, Golf Le Fleur, divulgada no último dia 6. Duplo Sentido é tocada por mais de 3 minutos no comercial.

 

Na quarta (13), Gilberto Gil e sua filha, Flora Gil, divulgaram uma nota afirmando que o rapper chegou a ligar para o cantor pedindo desculpas.

 

Após o acordo, o comercial segue publicado nas redes sociais do artista.

 

Duplo Sentido é uma composição de Gil, mas o artista só gravou sua versão em 1973, para um álbum inacabado, Cidade do Salvador. Depois disso, nunca mais a regravou, tornando a canção rara em seu repertório. A versão de Duplo Sentido na voz de Tetê da Bahia (a mesma usada por Tyler) chegou a ser trilha da novela Ídolos de pano, da TV Tupi.

 

Leia a íntegra da publicação de Gilberto Gil feita antes do acordo

“O rapper americano Tyler, também conhecido como ‘Tyler, The Creator’ pelo estilo inovador e criativo que já lhe rendeu ao menos dois Grammys e um Video Music Awards e seu ingresso como empresário do mundo da moda, escolheu a música Duplo Sentido, de autoria de Gilberto Gil, para impulsionar a campanha de sua linha de artigos de luxo Golf Le Fleur.

 

O vídeo Season 2 Golf Le Fleur foi lançado na semana passada e viralizou nas redes sociais do mundo todo, mas não contou com a autorização prévia de Gilberto Gil e tampouco da Sony Publishing , que administra a obra do autor. O rapper, que diz ser fã de Gilberto Gil, já ligou para ele para tentar resolver a questão e pediu desculpas pelo uso da música sem autorização oficial.

 

O vídeo ainda não sofreu takedown nas plataformas e continua disponível, o que é grave.”

Para mais notícias acesse HojePR.com

(Foto: Reprodução)

(Estadão Conteúdo)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *