HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

29/01/2023



Sem Categoria

Um tapa na nossa cara – ou “para quem está acostumado ao privilégio, igualdade parece opressão”

 Um tapa na nossa cara – ou “para quem está acostumado ao privilégio, igualdade parece opressão”

Achou estranho o longo título? Já, já, você o entenderá.

 

Recomendo que assista o vídeo abaixo. É um dos mais emocionantes e impactantes que já vi no YouTube. Ele trata de uma realidade universal que fala muito mais a nós brasileiros, que vivemos em um país com uma distribuição de renda perversa e uma enorme desigualdade social. Essa situação não é de agora, infelizmente, mas a pandemia a agravou. Tenho certeza de que você ficará tocado também.

 

Há quem diga que privilégio é tudo aquilo que alguém consegue mais facilmente ou, digamos, sem muito esforço ou mesmo sem merecimento.

 

O vídeo, criado anos atrás para tentar ajudar os alunos a entender o conceito de privilégio, voltou a circular nas redes após o assassinato de George Floyd por um policial branco em Minneapolis e o ressurgimento do movimento Black Lives Matter.

 

Ele foi publicado no YouTube em outubro de 2017 por Adam Donyes, fundador e presidente do Link Year, uma ONG cristã voltada a estudantes que concluíram o ensino médio, mas ainda não iniciaram a faculdade.

 

No vídeo, Donyes diz a um grupo de jovens que eles podem participar de uma corrida. O vencedor, segundo ele, receberá US$ 100, mas então Donyes torna as coisas um pouco mais interessantes.

 

Depois que os competidores se alinharam, Donyes pediu a eles que dessem dois passos à frente se atendessem a determinados critérios.

 

“Dê dois passos à frente se seus pais ainda estiverem casados”, começa. Na sequência pede aos jovens que deem um passo à frente se cresceram com uma figura paterna, tiveram acesso a uma educação particular, nunca tiveram que ajudar seus pais a pagar as contas e nunca se perguntaram de onde viria sua próxima refeição.

 

No final, alguns jovens (principalmente brancos) estão quase na linha de chegada enquanto outros, principalmente negros, ainda estão na linha de partida ou muito perto dela.

 

“Cada declaração que fiz não tem nada a ver com qualquer coisa que vocês tenham feito”, diz Donyes. “Não tem nada a ver com as decisões que vocês tomaram”.

 

“Eu garanto que alguns desses negros poderiam vencer todos vocês, e é só porque vocês têm essa grande vantagem que possivelmente irão vencer essa corrida chamada vida”, continua ele. “Nada do que vocês fizeram colocaram vocês na liderança em que estão agora”.

 

No final, com os competidores em um círculo de oração, Donyes encerra dizendo:

 

– “Se você não aprendeu nada com esta atividade, você é um tolo”.

 

Na versão brasileira, adicionada ao YouTube pelo publicitário Marcello MarXz, ele acrescentou a frase do recém-falecido Arcebispo e Prêmio Nobel da Paz, Desmond Tutu:

 

– “Se você é neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor”.

 

 

Crédito da foto: GTorres – Pixabay

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *