HojePR

LOGO-HEADER-slogan-675-X-65

03/12/2022



Sem Categoria

Vai viajar para Guaratuba? Ferry boat vai operar com uma embarcação a menos

 Vai viajar para Guaratuba? Ferry boat vai operar com uma embarcação a menos

Se você está pensando em aproveitar o feriado de Páscoa para viajar para Guaratuba é bom se preparar para encarar longas filas no ferry boat. A empresa que opera o serviço avisou que está colocando três, das cinco, embarcações que realizam a travessia no estaleiro para consertos. Os trabalhos começam nesta terça-feira (12) e a previsão de conclusão é 10 de agosto. Até lá, o serviço será prestado sempre com um ferry boat a menos. A empresa informou que, para o feriado, não haverá reforço no serviço e somente quatro embarcações estarão funcionando.

 

A restrição para a passagem de veículos pesados deve ser mantida durante o dia para tentar deixar a travessia mais rápida, mas só deve haver melhorias, segundo o estado, depois do fim das reformas. O serviço de reforma será custeado pelo Governo do Paraná, em um valor de R$ 36 milhões. Segundo o diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Alexandre Castro Fernandes, os barcos têm, em média, 40 anos de uso e precisam passar por uma vistoria completa para não colocar em risco a segurança da travessia. Vale lembrar que as embarcações foram construídas na década de 1960 e estão em funcionamento desde então.

 

O serviço de conserto vai ser feito fora d´água, em um estaleiro da empresa Internacional Marítima, em Santa Catarina. Segundo o governo, serão trocadas peças que possam estar comprometida e caso o motor apresente problemas, será remodelado. Cada ferry-boat da travessia deve ficar em conserto por cerca de 45 dias. O primeiro a ser enviado para a reforma é o ferry Guaraguaçu, que está fora de operação há 10 dias e tem 41 anos de uso.

 

O ferry-boat que dá início ao processo de reformas foi enviado para o estaleiro da empresa no início da manhã desta terça-feira. Ele será rebocado pelo mar até a cidade de Navegantes, em Santa Catarina. As duas balsas que pertencem à empresa não serão reformadas. O governo informou que pretende alugar uma embarcação para auxiliar na travessia, o que deve ocorrer até a metade de maio.

 

Problemas no serviço

Motoristas que utilizam o ferry-boat entre Guaratuba e Matinhos reclamam há meses de longa espera e problemas estruturais. No começo deste mês de abril, usuários relataram espera de mais de cinco horas para conseguir acessar o serviço. Segundo a Internacional Marítima, empresa contratada pelo DER para operar o ferry de maneira emergencial, as filas ocorreram devido a “atividades de manutenção”.

 

No carnaval, para tentar evitar mais problemas, o DER definiu que veículos pesados não poderiam utilizar o serviço durante o feriado. A contratação emergencial da Internacional Marítima foi feita após a caducidade de contrato com a BR Travessias, que descumpriu obrigações na prestação do serviço.

 

Com informações do G1

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×